VIDA ACADÉMICA | O Fim do Secundário, o Medo e a Nostalgia

Há um ano atrás eu estava em pânico sem me saber definir a mim própria. Não me sentia preparada para deixar o Secundário nem tão pouco me sentia pronta para enfrentar uma mudança tão grande. O monstro das candidaturas assombrava-me diariamente e eu não sabia como o mandar dar uma volta. Não sabia como me defender de tantos palpites e bitaites. Havia demasiadas opções e eu não sabia que caminho devia ou queria seguir. Não sabia a que curso me queria candidatar. Era feliz naquela Escola Secundária. Era muito (mas mesmo muito!) feliz com aquelas pessoas e não me sentia preparada para partir. Não me sentia preparada para as despedidas.

Há um ano atrás eu estava focada na Associação de Estudantes, no Baile de Finalistas e no estudo intensivo para os Exames Nacionais (que se revelaram provas polémicas e cheias de erros absurdos). Tinha uma boa vida sem grandes preocupações e não tinha qualquer vontade de definir o meu futuro assim, de repente. Ao contrário dos meus colegas (que sabiam desde os 10 anos o que queriam e como queriam), eu não fazia ideia. Era incapaz de me imaginar adulta e crescida e os dias passavam sem ligar à minha indecisão. O site da DGES era o mais visitado. 

O medo que eu sentia há um ano atrás - associado à ansiedade e ao desconhecido - faz sentido. Faz parte. E, perante esta conclusão, espero sinceramente que vocês, futuros bichos e futuros caloiros, também o sintam. Desejo-vos o maior sucesso e peço que se esforcem. Dêem o vosso melhor. Aproveitem a Praxe, os Jantares de Curso e de Faculdade, a Tuna, as aulas, as cadeiras e os projectos. Definam os vossos objectivos com calma e despeçam-se do Secundário da melhor forma. Sejam felizes e, daqui a um ano, escrevam um texto como este, em que recordam o medo enquanto se apercebem que não tinham motivos para  o sentirem. Boa sorte a todos.

Follow me? Please xoxo

10 comentários:

  1. As últimas semanas têm sido só isso. Medo, muito medo, nostalgia, muita nostalgia, cansaço, oh tanto cansaço e uma sensação estranha no peito e no estômago. Sinto-me perdida e não sei bem o que ando aqui a fazer, nem o que vai acontecer. Vamos ver como vai ser daqui para a frente e fazer digas para que, daqui a um ano, esteja como tu estás agora.

    ResponderEliminar
  2. estou neste momento como tu estavas há um ano atrás

    ResponderEliminar
  3. Adorei este texto Carol. Apesar de eu sempre ter sabido o que queria, estava cheia de medo de não conseguir entrar, de deixar o meu ninho e vir sozinha para um lugar completamente desconhecido e sem conhecer uma única pessoa. Só posso dizer que têm sido os melhores meses da minha vida :) Boa sorte bichos e caloiros! (Os futuros bichos de Évora que se acusem depois eheh)

    ResponderEliminar
  4. Deixei o secundário há quatro anos e sinto tantas saudades. A verdade é que a faculdade foram os melhores tempos da minha vida mas claro, há que decidir bem.

    ResponderEliminar
  5. Eu devo ser das únicas pessoas que se sentiu feliz em sair do secundário. No 12º ano já estava certa do que queria, só não sabia onde iria conseguir ficar. Mas, acima de tudo, eu sabia que queria sair daquela escola e deixar aqueles três anos para trás. Esquecer que as pessoas dali existiam. Ir para a universidade foi das melhores coisas que me aconteceram. Conheci pessoas para a vida e foi aí que me tornei na pessoa que sou hoje :)
    Mas claro, sentir medo e alguma ansiedade são totalmente normais. Afinal de contas é um mundo totalmente novo!
    Boa sorte aos futuros caloiros ;) Aproveitem bem os próximos anos que eles passam a correr!

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão :)
    Senti isso há 3 anos!
    Beijinhos*
    Treze Mundos

    ResponderEliminar
  7. Eu por acaso, estou desejosa de fazer estes 2 anos que tenho pela frente no secundário. Embora os queira aproveitar bem...

    ResponderEliminar
  8. Estou completamente aterrorizada mas este texto deu me segurança. Obrigada Carol =)

    ResponderEliminar
  9. Olá...tenho 18 anos feitos este mês e tenho andado a desesperar nos últimos tempos...e isso devesse a ter que decidir se vou ou não para a universidade...
    Eu sempre fui boa aluna e neste momento tenho média de 17. Mas sinto-me cansada, não me sinto com forças para a universidade...
    Vejo toda a gente preocupadas com as médias e com vontade de ir para a universidade e grande parte dessas pessoas são alunos bem mais fracos que eu... mas a verdade é que eu não tenho grande vontade de ir para a universidade. Eu não sei que fazer....tenho andado a passar mal por pensar nisso e farto-me de chorar...eu por mim não ia. Mas toda a gente faz pressão sobre mim a dizer que devo ir, que é um desperdício... mas eu não me vejo na universidade. E mais...nem sei que curso escolher. Pensei em Design Gráfico, mas pensei naquela "ah pode ser isto...", não é que seja um sonho ou coisa assim. Em tempos quis arquitetura...porém agora não me seduz tanto e é difícil ter saída.
    já falei com os meus pais...a minha mãe diz que eu é que sei se quero ir ou não. Mas sei que lá no fundo é um desgosto.
    Sei que se não for se calhar daqui a uns anos é arrepender-me, isso acontece sempre. Mas neste momento não sei que fazer....não me sinto bem para ir.
    As posses económicas também não são muitas...mas com as notas que tenho talvez conseguisse bolsa. Mas mesmo assim custa-me os meus pais terem que suportar isso tudo...
    já pensei em parar por aqui e mais tarde tirar formação ou quem sabe universidade. e ai já sou eu com o meu próprio dinheiro...
    o meu namorado trabalha no estrangeiro...e ate já falou em ir para la com ele, seria uma hipótese...
    sei que se parar por aqui toda a gente vai "ralhar" comigo....
    não sei...estou perdida... :'(
    desculpem o texto enorme...precisava de desabafar... :s
    obrigada pela atenção...

    ResponderEliminar
  10. Anónimo, a universidade nao deve ser vista como uma obrigação (se o fosse estaria na lei!) e se nao te sentes preparada para entrar no ensino superior, não o faças para ja. Em ultimo caso a decisão tem de ser tua, lembra-te disso! (:

    ResponderEliminar