Thirteen

INSTAGRAM | Junho 2014

Sinceramente, à excepção da pressão das frequências, dos trabalhos e dos exames finais, não consigo lembrar-me de algo desastroso que mereça referência nesta reflexão. Está bem que a Matilde foi para arranjar no início do mês e é certo que Portugal foi eliminado do Mundial mas, à excepção disso e das discussões completamente dispensáveis que também existiram (e que fazem parte!), não me consigo lembrar de nada realmente mau. Junho foi um mês incrível e é só essa felicidade que quero recordar. Os quadradinhos que publiquei no Instagram puxam-me para um mar de excelentes memórias e é isso que me faz continuar com esta rubrica mensal. Ter onde registar o melhor das minhas semanas é uma mais-valia.

A primeira quinzena de Junho foi complexa mas a segunda foi mais relaxada. O meu quarto esteve permanentemente (ou na maioria dos dias, vá) arrumado e as dúvidas também não saíram das gavetas cerebrais que formam o meu ser. Houve algodão doce e fogo-de-artifício, sorrisos e beijinhos, abraços e cafés até às tantas. Houve máquinas analógicas, rolos e fotografias instantâneas. Houve o Cortejo Académico, o aniversário do meu pai, jantares e saídas nocturnas. Em Junho tive direito a palavras incríveis, a férias, a reacções impagáveis e a uma Gala de Fim de Ano que guardo com todo o carinho. Junho foi um bom mês ainda que a meteorologia tenha andado um bocado esquizofrénica. Resta-me esperar pelo sol de Julho na praia e por uma Matilde de regresso a casa. Esta selecção não demonstra nem metade da quantidade de sentimentos e ocupações que fizeram do meu mês o que ele foi e eu não podia estar mais feliz por isso.

7 comentários:

  1. R: Se eles cantarem esta e vires uma cigana a chorar, sou eu x)

    ResponderEliminar
  2. Duas coisas: aquele booooolo :o e... podes falar da máquina com que tiraste as fotos da segunda fila?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo, claro que sim! Um dia destes escreverei sobre a máquina instantânea :) Ah! E o bolo estava bem bom :)

    ResponderEliminar