Thirteen

BLOGOSFERA | O Estado da Blogosfera de Moda em Portugal

E se eu vos dissesse que 6% dos bloggers trabalham "full-time" no seu blogue e que 2% ganham mais do que o ordenado mínimo? Ficariam surpreendidos? São estes alguns dados que resultam do estudo sobre "O Estado da Blogosfera de Moda em Portugal" onde eu tive o prazer de participar quando preenchi um inquérito sobre a minha perspectiva perante a blogosfera, o meu próprio blogue e as minhas opções. Fiz parte do grupo de 100 bloggers (não só de moda) que foram inquiridos e mostro-vos hoje os resultados finais que revelam alguns dados interessantes apresentados no gráfico giro que pode ser visto aqui

É com estas coisas que nós nos apercebemos do quão importante e rentável pode ser um blogue. Independentemente deste ser um estudo mais direccionado para a parte da moda e da beleza (como são quase todos), é engraçado reparar nas diferenças da blogosfera portuguesa quando comparada com a blogosfera internacional e é interessante ver que, graças ao poder da internet, os conteúdos de qualidade não se concentram unicamente em Lisboa. Este estudo veio provar o que eu digo muitas vezes: manter um blogue actualizado frequentemente é difícil mas - independentemente dos nossos objectivos como bloggers - vale a pena partilhar as nossas paixões e opiniões.

9 comentários:

  1. Não fazia ideia. Fui ao site que referiste e tive a ver alguns dados e fiquei surpresa com a informação. Não fazia ideia de algumas coisas!

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente :)
    Gostei deste post :)

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente :)
    Gostei deste post :)

    ResponderEliminar
  4. Tentei ver o estudo, mas assim que me apareceu a palavra 'extrangeiro' decidi não continuar a ler

    ResponderEliminar
  5. Tentei ver o estudo, mas assim que me apareceu a palavra 'extrangeiro' decidi não continuar a ler

    ResponderEliminar
  6. Curioso. Vou ler com mais atenção.

    ResponderEliminar
  7. Obrigado Carolina por teres partilhado o resultado do estudo. :-)

    Peço desculpas pelo erro ortográfico que já está corrigido.



    ResponderEliminar