GUARDA-ROUPA | Dramas Femininos

De vez em quando lá entro eu no drama das arrumações. Sapatos que têm de ir para dentro das caixas, pulseiras que nunca sei onde arrumar, gavetas a abarrotar de roupa interior, malas e malinhas por toda a parte, blusões de todas as cores, óculos de sol infinitos... Há de tudo. Mas depois também há algo que me fascina naqueles dias em que tuuuuudo sai das caixas, do armário e das gavetas: quando tenho uma festa, um jantar ou um acontecimento diferente, não há nada que seja absolutamente perfeito. Incrível! Aparecem seeeeempre trezentos mil pares de calças de ganga e camisolas que eu já não via há meses e que, claramente, não servem para a ocasião mas sapatinhos que se adequem ao evento ou umas peças menos casuais que eu não tenha usado cento e cinquenta e sete vezes é que não. Vida triste.

♡ ♡ ♡ | via Tumblr

8 comentários:

  1. A mim já não me acontece tanto porque quando comecei o estágio no banco foi obrigada a iniciar uma maratona de compras em que só peças mais sofisticadas e elegantes podiam entrar. Foi algo que me custou porque fugiu muito ao meu estilo habitual mas hoje dá bastante jeito.

    ResponderEliminar
  2. Verdade eu agora faço isso de cada vez que venho a Portugal se tiver espaço na mala porque ou fica aqui em Portugal ou então a minha mãe dá...

    Gostaria de te desejar um santo Natal junto de quem mais gostas e muitas prendinhas eheheh
    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  3. Acho que nunca sofri muito disso :)

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que não tenho assim tanta roupa ahahahahah

    ResponderEliminar