Thirteen

SWEET CAROLINE | Racionalidade e Discernimento

Há qualquer coisa em mim que me faz ser bastante racional no que diz respeito aos mais diversos assuntos do meu quotidiano. Analiso os dois lados duma situação antes de tomar uma decisão, tenho estratégias bem definidas para colmatar as minhas falhas e incertezas e, apesar de não conseguir fazer planos a longo prazo, ajo duma forma muito peculiar de modo a reunir as minhas qualidades e as minhas vantagens a meu favor. Eu abro as minhas próprias portas e tento preparar o terreno para os meus próprios erros e falhanços.

E como não sei ao certo que rumo devo seguir, tento descobri-lo aos poucos através destas minhas tentativas que têm tanto de espontâneas como de planeadas. Contraditório, eu sei. Para mim faz sentido aproveitar as oportunidades à medida que elas vão surgindo e enquanto tento perceber como essa decisão me irá afectar. Felizmente, consigo ter o discernimento necessário para, aos poucos, construir a estrada que quero percorrer. Posso não saber o que quero para daqui a dois ou três anos mas sei dizer de imediato se A, B ou C é - ou não - aquilo com que me identifico. Sei lidar muito bem com as minhas frustrações e isso é óptimo. Sou perita em colmatar falhas, em resolver desastres e em arranjar soluções e Planos B, C e Z se necessário. Só dependo de mim e não caio do precipício. Mesmo sem planeamento, consigo construir uma ponte. Já é uma vantagem. E sou feliz mesmo quando tudo corre mal. Muito feliz.

NYFW DAY.1

5 comentários:

  1. Adorava ser como tu. Quando algo corre mal vou mesmo muito a baixo, incluindo auto-estima, confiança e vontade

    ResponderEliminar
  2. identifiquei-me bastante com o teu texto, sinto que também sou muito racional,não sei o que quero fazer num futuro longínquo (daqui a 2 ou 3 anos) mas tenho tudo o que preciso de fazer bem pensado e definido para um futuro próximo. Acho que o que interessa é termos bases sólidas para que no futuro consigamos pensar assim também :)

    ResponderEliminar