AMOR | O Tempo é Irrelevante

Ao longo deste último ano cresci muito, evoluí imenso e aprendi muita coisa mas um dos ensinamentos que guardo e relembro diariamente é que o tempo é irrelevante. Não importa se estamos juntos há um mês, há um ano ou há uma década. Se tiver que terminar - e se tivermos que seguir caminhos diferentes - não vai ser a contagem dos dias que vai impedir seja o que for. 

E ser capaz de perceber isso com uma tranquilidade que supera o medo permite-me olhar para os dias duma forma mais assertiva, sem pretensiosismos ou seguranças exageradas. Nada me está garantido e é bom que eu tenha isso em mente quando opto por fazer birra e decido esperar pelo telefonema em vez de ser eu a tomar a iniciativa.

Porque amar é assim mesmo. É ter medo e batalhar. É saber que pode correr mal e lutar para que corra bem. É sentir que ninguém vai ser nosso para sempre e ainda assim oferecer a maior das dedicações com o maior dos carinhos. É não tomar as coisas por garantidas durante épocas fantásticas e não desvalorizar uma discussão mínima que, afinal de contas, é tão importante como outra qualquer. O tempo é irrelevante. E uma relação de um ano é tão válida como uma de dez. Apenas se diferenciam pelas etapas, pelos graus de entendimento, pela quantidade de barreiras superadas e pela qualidade do laço que vai apertando um pouco mais a cada dia.

Untitled

9 comentários:

  1. O tempo não impede nada, mas tem um peso significativo. E, especialmente, se a relação acabar por um erro de uma das partes. Eu, nunca me iria sentir tão desiluda com uma pessoa que conheço há um ano, como com uma que conheço há dez. Tal como disseste, os laços são fortalecidos com o passar do tempo, e quebrar um de curta duração é algo mais leve. Pelo menos, na minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r: Tive "coragem" para utilizar a palavra nunca, porque a usei para falar de mim. Conheço-me, e mesmo sabendo que posso mudar de opinião, ou vir a ter uma perspectiva diferente da que tenho agora, escrevi em relação ao que sinto hoje. Quando digo que o tempo importa, não me refiro à intensidade do amor ou da possível dor que podes sentir quando alguém que amas te magoa. Porque a intensidade do amor ou da dor, nada tem a ver com o tempo e nesse aspecto, concordo em pleno contigo. Talvez não me tenha explicado da melhor forma: só o tempo te permite conhecer uma pessoa a fundo, viver situações boas, más, problemáticas, etc. E isso, permite conhecer alguém de uma ponta à outra, como se costuma dizer. E, se conheceres bem uma pessoa, e a tiveres "em boa conta", um erro cometido por ela, não vai ser somente a dor (que é independente do tempo) mas sim a "morte" de uma crença que tinhas em relação à mesma. E é nesse aspecto que digo que o tempo importa.

      Eliminar
  2. R: Não tem tanto a ver com princípios ou ética mas sim com o apoio ou não de programas, subidas de quotas recomendações. É relativamente fácil arranjares argumentos para os dois lados da balança sem tocar nos teus valores, crenças ou princípios :)

    ResponderEliminar
  3. Até me emocionei ao ler este texto, que maravilhoso este sentimento!
    Sê feliz! ♥
    xoxo, Sofia Pinto
    Morning Dreams

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que o mais importante em todas as relações é o facto de que não podemos nunca dar algo como garantido. Mesmo em relações de anos, é importante manter a chama acesa, não sentir aquele cansaço, aquela vontade de "eu quero voltar a estar solteiro/a". Acredito que mesmo quando ambos estão empenhados numa relação continua a ser necessário da parte de ambos o esforço para mantê-la. E a dedicação, o carinho e o respeito. E o amor... Amor nenhum sobrevive quando não há empenho e luta por ele.

    ResponderEliminar
  5. Não podia concordar mais! E revi-me qusndo disses-te "opto por fazer birra e decido esperar pelo telefonema em vez de ser eu a tomar a iniciativa." ;)

    ResponderEliminar
  6. Faço das tuas palavras minhas. Já via o teu blog a algum tempo, mas como só agora criei o meu, segui-te agora :) espero que consigas passar lá pelo meu, iria gostar imenso de te ver por lá. Beijinhos :)
    http://theeyesofamermaid.blogspot.pt/

    ResponderEliminar