A CAROLINA RESPONDE | 4 Questões

Com o curso de Turismo, que profissão gostarias de exercer no futuro? Neste segundo ano, entre dramas dispensáveis e alguma ansiedade, tenho vindo a definir melhor os meus gostos profissionais e tenho eliminado algumas áreas mais específicas (como a das Agências de Viagens ou a da Hotelaria) mas ainda não sei exactamente que profissão gostaria de exercer dentro das vertentes que o meu curso me proporciona. Tenho-me direccionado mais para a parte da Comunicação, da Inovação, das Tecnologias e do Marketing e penso que é nessas áreas que devo apostar mas ainda me falta um ano e muita coisa pode mudar até chegar a hora de traçar um caminho mais realista para a minha vida profissional. 

Arrependes-te de alguma coisa do passado? Se sim, o quê? Arrependo-me de ter sido (e de muitas vezes ainda ser) demasiado impulsiva. Salta-me a tampa com alguma facilidade e se por um lado há pessoas que consigo ignorar ou situações que consigo acumular (sentem a ambiguidade?), por outro lado há coisas que não consigo mesmo deixar passar e que me levam a discussões totalmente desnecessárias. Acredito que venha a melhorar com o tempo - como tem acontecido desde que me comprometi a ser uma versão melhor de mim mesmo quando os medos me atraiçoam - mas ainda tenho um longo caminho a percorrer. Em termos de decisões, vivências e escolhas, confesso que não me arrependo de nada. Sou uma sortuda por viver em paz comigo mesma e com todas as minhas opções.

O que achas que está pior em Portugal? Os valores. Independentemente das perspectivas financeiras do país ou dos temas da actualidade, acho que o pior mesmo são os valores que são incutidos às nossas crianças e que lhes são transmitidos pelos meios de comunicação, pelas famílias, pelas escolas e pela sociedade em geral. A falta de educação e de respeito, a necessidade de se ter sempre razão, de pisar os outros para atingir objectivos... assusta-me porque tem dimensões catastróficas e porque não se prende com uma geração apenas. Quando o valor da vida estremece, quando a violência está no nosso quotidiano (e não é só na Guerra que existe lá longe) ou quando a saúde passa para segundo plano eu fico assustada. O maior problema de Portugal são os valores morais. Há sítios piores? Provavelmente. Mas não sejamos estúpidos ao ponto de ignorar o caminho que todos nós - TODOS - temos vindo a criar. 

Uma música, sem ser dos Coldplay, que tenha um significado muito grande e importante para ti? Eliminar os álbuns dos Coldplay foi inteligente para quem fez a questão e vantajoso para mim porque me reduziu as hipóteses. Mas não é por isso que deixo a imprevisibilidade de lado. A minha escolha recai sobre "Feiticeira" - uma música de Serenata que me diz muito por ser tanta coisa em meia dúzia de palavras, pela musicalidade, pelas recordações que me traz e por ter ganho um impacto diferente desde que entrei para a Faculdade. Não é a melhor música do mundo - nem tão pouco está na moda - mas aquece-me o coração sempre que a ouço, seja rodeada de capas negras, na esplanada dum café ou num passeio a dois. Conquista-me todos os dias.

3 comentários:

  1. Obrigada pelas respostas, gostei muito :)

    ResponderEliminar
  2. Foi mesmo imprevisível e adorei a resposta quanto à música (sem ser dos Coldplay!)
    :) Obrigada por teres respondido!

    Quanto às outras perguntas, concordo plenamente com os valores que estão perdidos em Portugal e quase me vi na tua resposta quanto aos arrependimentos do passado. A única diferença é que eu arrependo-me de algumas coisas, sim... mas o melhorar a minha impulsividade é algo que venho lutado contra.

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente com a questão dos valores! Os valores morais são essenciais para uma vida exemplar e cada vez mais estes estão a desaparecer no nosso país!

    ResponderEliminar