Thirteen

A CAROLINA RESPONDE | 6 Questões

Onde vais arranjar motivação para estudar? Não é propriamente uma questão de motivação. Eu estudo quando tenho que estudar, as horas que preciso e com a antecedência que acho necessária. Raramente me apetece (a quem apetece estudar quando há tantos sítios onde ir e sol para aproveitar?) por isso admito que é muiiito difícil ter motivação (ou as matérias e aulas me fascinam ou está o caldo entornado) mas o estudo é a minha obrigação e as propinas são caras. A minha motivação - se é isso que lhe querem chamar - passa pela vontade de ser alguém, por querer acabar o curso no tempo certo, por cumprir objectivos e ficar livre no Verão. Quero orgulhar-me daquilo que faço, só isso.

Qual é o teu método de estudo? O meu método de estudo depende sempre da cadeira que estou a estudar e dos próprios conteúdos do exame ou frequência. Normalmente tenho apontamentos completos e organizados com a matéria toda - escrevo rápido nas aulas e, felizmente, tenho um bom filtro mental que me faz apontar tudo o que interessa dispensando divagações - e até agora o meu método tem passado por ler (e reler) os apontamentos enquanto os completo com os slides e artigos fornecidos pelos professores (quando existem) e lhes acrescento algumas informações extra que podem dar jeito. Nas cadeiras extremamente teóricas (Ética e Responsabilidade Social, Cristianismo e Cultura, Mercados e Turismo Internacional e por aí em diante) é essencial ter apontamentos decentes, não só porque me impede de perder tempo na hora de estudar mas também porque é a minha memória fotográfica que me salva em muitas frequências e exames. No que diz respeito a trabalhos e projectos a situação é distinta: faço uma lista de itens que tenho que abordar e vou abordando esses pontos atentamente. Só passo para o seguinte quando o anterior está completamente pronto. E só começo outro trabalho quando o anterior está despachado.

O que fazes para te concentrar enquanto estudas? É a minha maior dificuldade. Distraio-me com a mínima coisa e a minha maior guerra passa por não escrever no blogue (ou visitar outros) enquanto devia era estar a estudar ou a elaborar trabalhos. Os meus truques baseiam-se em ter a secretária arrumada (sempre, não consigo estudar ou trabalhar rodeada de tralha), ter a agenda por perto (destacando sempre os meus objectivos para esse dia ou semana) e fazer pausas quando sinto que o estudo já não está a ser rentável.

Nestes quase dois anos de blog, que principais mudanças ocorreram na tua vida? O que conquistaste, a nível pessoal? Não sou, de todo, a mesma pessoa que era há dois anos atrás. É normal, faz parte e isso nota-se até na minha escrita ou na forma de vestir. Cresci, evoluí, criei novos objectivos, conheci novas pessoas, novos projectos, novos interesses. As minhas maiores conquistas têm estado relacionadas com os sucessos da Faculdade e a minha forma de lidar com algumas situações que, há uns tempos, seriam motivo para pânico. Aprendi que por muito incríveis que sejam as pessoas que estão ao meu lado - e que por muito fabulosas que sejam tanto para partilhar novidades maravilhosas como para colmatar tristezas - a minha vida depende de mim. Conquistei algum orgulho próprio e confiança que, apesar de ainda estarem longe do ideal, me fazem ver as coisas duma forma mais objectiva.

Sei as áreas em que dizes não gostavas de trabalhar mas, não pensando em cursos ou áreas, qual aquele trabalho que para ti seria ideal e adorarias ganhar a vida a fazê-lo? Esta é talvez a pergunta mais difícil de todas exactamente porque se baseia no mesmo problema de sempre: eu não consigo fazer planos a longo prazo. Nunca tive um emprego de sonho. Nunca idealizei uma vida muito distante. Nunca me deixei sonhar sem ter os pés bem assentes no chão que piso. Sei que o meu trabalho ideal está relacionado com algumas áreas mas ainda estou na fase de descoberta e esta é a pergunta à qual não sei responder. Tinha de existir uma, não?

Qual a melhor fotografia que alguma vez tiraste? Tenho um carinho especial por fotografias a preto e branco e esta é das que mais gosto:


[As perguntas não têm hiperligações porque foram elaboradas por Anónimos.]

1 comentário:

  1. O meu método de estudo consiste essencialmente em resumos cheios de tópicos (não consigo estudar por esquemas ou seguir raciocínios muito longos, perco-me no meio) e depois é ler e ler vezes sem conta, porque o básico funciona muito de memorização. Comigo resulta e é isso que importa! Gosto da fotografia! :)

    ResponderEliminar