Thirteen

TEMPO DE ANTENA | Ensino Superior: Biologia Marinha e Biotecnologia

"Acho que nasci com todo um oceano dentro de mim, não fosse o meu corpo constituído por 75% de água. eheh 

Desde muito pequenina que tenho um fascínio pelo mar, talvez tenha sido um amor influenciado pelo facto de ter nascido em uma ilha, talvez eu tenha sido uma pirata noutra vida ou então uma sereia, mas nesta história de amor há sempre muito respeito, por isso, aventurei-me na biologia marinha para conhecer melhor este mundo marinho que me fascina. 

Mas deixando as teorias fantasiosas, desde a adolescência que queria ser Bióloga Marinha, por isso comecei a pesquisar e a investigar o que poderia fazer para me aproximar ainda mais do mar, assim descobri o mergulho e tirei o curso de mergulho, mas também descobri o meu curso, o de Biologia Marinha e Biotecnologia, na ESTM em Peniche, e aos 20 anos parti para a aventura do ensino superior. 

Agora falando um bocadinho mais a fundo sobre o curso, para os mais curiosos, como é um curso num instituto politécnico eu adquiri muitos mais conhecimentos a nível prático, que foram complementados com as componentes teóricas, por isso, sinto-me bastante preparada para enfrentar o mercado de trabalho e os desafios que poderão surgir. A minha formação resume-se a três áreas: aquacultura, pescas e biotecnologia. Implementadas nestas três áreas de estudo, tive algumas cadeiras e muitos cadeirões, como por exemplo: Matemática, Física, Estatística, Química, Bioquímica, Biologia Celular, Pesqueira e Molecular, Zoologia, Embriologia, Histologia, Ecologia, Microbiologia, Fisiologia, Ecotoxicologia, Ictiologia, Patologia, Gestão dos Recursos Marinhos, Botânica, Oceanografia, etc, etc. Resumindo, muitas cadeiras mais focadas no estudo do ambiente marinho, mas também muitas cadeiras comuns em qualquer curso na área das ciências. 

Apesar da elevada dose de teóricas, todas elas têm a respetiva componente prática, e vou ter que confessar: sempre foram as minhas aulas favoritas, estar no laboratório e colocar tudo o que aprendi na teoria em prática, “meter a mão na massa” e aprender, aprender, aprender. Porque são nessas aulas práticas que consolidas toda a informação que te “injetaram” nas aulas teóricas. 

Para terminar, para mim este curso não foi fácil, pois ter que lidar com o aspeto emocional e concentrar-me nos estudos foi a parte mais complicada e marcou muito o meu percurso académico. Estive muito longe da minha família, fui para uma cidade nova e desconhecida, não conhecia ninguém e não podia fazer aquela viagem habitual que todos fazem ao fim de semana para ir a casa recarregar energias. Mas sabes qual é a melhor parte para mim de tudo? Foi que eu nunca desisti, foi ter lutado sempre com todas as minhas forças contra a vontade de deixar tudo e voltar para casa, foi ter crescido e aprendido muito, ter conhecido pessoas espetaculares e ter tido sempre o apoio incondicional daqueles que são os mais importantes para mim, os meus pais e a minha irmã. 

Agora que esta etapa está a terminar, quero manter-me otimista porque eu escolhi este curso por paixão, não pela saída profissional, porque se não houver emprego, eu crio o meu trabalho. Conselho para ti, que em breve vais ingressar no ensino superior: segue o teu coração, porque mais vale estudares aquilo que gostas, do que viveres um curso superior com dúvidas e medo do futuro. 

“Não sou nada. 
Nunca serei nada. 
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.” 
Fernando Pessoa"

Untitled | via Tumblr

Catarina, Aluna do Terceiro Ano da Licenciatura em Biologia Marinha e Biotecnologia no Instituto Politécnico de Leiria.

[Se tiverem dúvidas ou questões podem deixá-las na caixa de comentários. A Catarina irá responder às vossas perguntas no mesmo espaço assim que possível.]

8 comentários:

  1. Gostei ... Acho um curso interessante :)

    ResponderEliminar
  2. Em tempos sonhava er bióloga marinha.

    ResponderEliminar
  3. Sempre considerei Biologia Marinha super interessante :)

    ResponderEliminar
  4. Até parece ser um curso interessante mas não era para mim :D
    Carolina, chegaste a enviar-me um e-mail? Se sim, eu não te estou a ignorar :x simplesmente não recebi nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, enviei no próprio dia! Não te preocupes, eu volto a enviar (:

      Eliminar
  5. Gostei imenso deste post! Também terminei este ano e por isso identifico-me com o que disseste. É díficil, mas acima de tudo, acho que crescemos muito enquanto pessoas na universidade!
    Boa sorte para esta tua nova etapa!

    beijinho,
    - Miss Grace -

    ResponderEliminar