BLOGOSFERA | Carimbo de Qualidade #1

Afinar Violinos. Gosto de publicações que me transportam para mundos e pormenores menos usuais no meu quotidiano e, na minha opinião, a Inês tem um dom especial para textos mais delicados que começam numa atitude quase banal e que terminam numa reflexão que vai muito além disso. Este é um desses textos. Muitos olharão para ele como um texto sobre violinos; eu acho que é muito mais. 

Origins. Tenho um espaço no coração para publicações sobre filmes portanto não podia deixar de recomendar esta da A - que está de volta e que partilha no blogue a sua opinião sobre um dos últimos filmes que viu. Duma forma sincera mas sem revelar demasiado, a publicação deixa-nos (ainda mais) curiosos perante a longa metragem que promete uma história de amor misturada com elementos de ficção científica. Dizem que o filme é mais do que aquilo que conseguimos exprimir e eu quero muito vê-lo para poder partilhar convosco a minha opinião. 

Casa Grande Chocolatier. Porque lugares bonitos merecem sempre destaque, esta publicação do She Was Here merece ser carimbada. Quem não gosta de lanches diferentes, chocolates e torradas ao lado de quem nos mostra o que é amor e felicidade? Fica a sugestão, para uma tarde com menos sol ou um momento de mimo.

"Não te deixaremos cair, Nelson Évora". Pela pessoa que é retratada, pelo excerto do Expresso que a Ella escolheu. Não fazia sentido não "carimbar" esta publicação. Poucas pessoas conseguiriam superar uma lesão deste calibre e o Nelson Évora fê-lo para conquistar uma nova medalha. É de bronze mas vale ouro depois de tantos obstáculos. E é pena que não se fale assim tanto neste tipo de conquistas. Para lá caminhamos.

Agora que nos chocámos, passemos à acção. Existe muita gente que não pode ou não quer ajudar - e ninguém tem nada a ver com isso - mas também existe muita gente que pode e quer ajudar mas não sabe como. E, nesse sentido, achei pertinente destacar esta publicação d' A Pipoca Mais Doce, que despe a habitual capa de ironia para focar um assunto mais sério: o dos refugiados. Confesso que também eu estou ainda dividida perante esta questão da partilha da fotografia do menino mas uma coisa é certa: nenhuma criança devia morrer enquanto tenta salvar-se do azar de ter nascido no país errado à hora errada. Nenhuma. Para os que querem contribuir de alguma forma - seja com donativos ou voluntariado - a parte final desta publicação foca algumas entidades que têm tentado fazer a diferença nesta situação.

fahdes:



 I spent so long in the darkness, I’d almost forgotten how beautiful the moonlight is.

—  Corpse Bride (2005) Dir. Tim Burton

13 comentários:

  1. Esse post da A. está muitíssimo bom, foi o que me fez ver o filme!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela referência, Carolina :)

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigada pela referência, Carolina! Não deixes mesmo de ver o filme, estou certa de que te vai conquistar também :)

    ResponderEliminar
  4. Estou tão feliz por esta rubrica estar de volta!

    ResponderEliminar
  5. Gostei do post :)
    Beijinhos
    http://surpreende-mee.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Obrigado por me teres mostrado não só bons bloguers, mas também por me teres mostrados bons textos :)

    R: Fiquei com um friozinho na barriga quando li o teu comentário, onde dizias que já associavas aquelas cores ao blogue. Foi uma sensação bastante boa. Na verdade, quando estava a pensar em mudar a aparência da página, não queria que ela saísse muito do aspecto anterior mas que, ao mesmo tempo, fosse diferente.

    ResponderEliminar
  7. Comecei por ver um a um e confesso que nenhum me ficou indiferente. Adorei este espacinho onde mostras também o que é ser uma boa bloguer. Beijinho

    http://giselapascoal.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pela referência ^^ Fazia todo o sentido para mim partilhar-lo. Impossível descrever o que pensava com melhores palavras. :D

    ResponderEliminar
  9. Gosto bastante das referências que fazes!

    ResponderEliminar
  10. Também adorei o texto da Inês e da A, os outros não conhecia. Boa rubrica! :D

    ResponderEliminar
  11. Quanto à tua última referência, a questão dos refugiados, é algo que não me deixa qualquer dúvida. Não posso concordar com aceitarem pessoas de fora quando existem tantas no nosso país a precisar de ajuda todos os dias...

    ResponderEliminar