Thirteen
hplyrikz:

I can relate to this

Há coisas que não mudam. O meu Traje é sagrado, está sempre arrumado e eu nunca quebro as regras que lhe são inerentes.

7 comentários:

  1. Exactamente como eu. Mesmo que o utilize diariamente, como irá voltar a acontecer a partir de amanhã, arrumo-o sempre como se fosse um tesouro (que, na verdade, é).

    ResponderEliminar
  2. O meu também. Ando a praxar há duas semanas e trajo quase todos os dias, e só quando a capa se suja é que não o arrumo devidamente. De resto, é mesmo sagrado!
    O que mais detesto é ver pessoas que não têm o mínimo de respeito pelas regras... Então quando utilizam base e pensam que não se vê -.-

    ResponderEliminar
  3. depois de 5 anos, a caminho do 6º ano continuo exactamente com os mesmos cuidados e cada vez mais respeito pelo meu traje :)

    ResponderEliminar
  4. O meu então foi logo vendido assim que terminei a faculdade... só praxei um ano e bastou-me para ver que não me identificava com isso, são opções.

    ResponderEliminar
  5. Mesmo eu que não andei na praxe sei que o traje tem regras que devem ser cumpridas. E acho essas regras importantes, e acima de tudo, bonitas. Mas já vi tanto desrespeito ao traje, principalmente em Coimbra :/

    ResponderEliminar