AMOR | Podes amar antes dos 25?

Antes dos vinte anos nós estamos autorizados a conduzir, escolhemos uma Licenciatura, assumimos responsabilidades em Tribunal, podemos comprar bebidas alcoólicas e viajamos sozinhos. No entanto, se ousamos admitir que estamos apaixonados... está o caldo entornado. O amor entre dois jovens "é um mito". Afinal, o que sabemos nós sobre a vida se ainda nem pagamos contas de eletricidade e água ou temos um carro em nosso nome?

É uma ideia que me causa alguma confusão, confesso. Essa desvalorização do amor jovem, essa falta de crédito, essa incredulidade na durabilidade da relação... Entristece-me. Eu sinto que as pessoas perderam a fé num dos sentimentos mais bonitos e sinceros e que riem por dentro quando se fala em amor jovem. Afinal, o que define um amor verdadeiro? O que define a nossa capacidade de amar verdadeiramente?

Há relações e relações - concordo. A nossa idade, experiências e maturidade definem a forma como amamos - sem dúvida. Mas nenhum sentimento é comparável. Nenhuma relação é semelhante. E, nesse sentido, parece-me maldoso e irrealista descredibilizar alguém apenas pelo número de velas que decoram um bolo de chocolate uma vez por ano.

18 comentários:

  1. Eu penso que o que a maturidade define a forma como amamos, mas não a idade.

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida, e cada um ama à sua maneira e não significa que seja menos verdadeiro do que a forma de amar que o vizinho do lado.

    ResponderEliminar
  3. Concordo por inteiro. Também é um assunto que já me passou algumas vezes pelo pensamento e, sinceramente, é um dos preconceitos em que eu não consigo entender - nem por um bocadinho - "o outro lado".

    ResponderEliminar
  4. Não podia estar mais de acordo ! Tudo o que disseste é realmente verdade. Hoje em dia as pessoas desvalorizam muito o amor , e usam essa palavra que transmite tanto sentimento , como se fosse uma outra coisa banal.
    Todos nós podemos saber o que é o amor , desde que tenhamos noção do que ele é e isto vem de encontro à maturidade. Quase nada ou nada tem a ver com idades e é uma questão quase de ignorância quem pensa assim.

    ResponderEliminar
  5. Concordo com tudo o que disseste. Outra coisa que me "irrita" é dizerem que não vai durar para sempre, muito provavelmente têm razão mas no momento em que estamos com a pessoa queremos que dure porque a amamos.

    ResponderEliminar
  6. Partilhamos a mesma opinião. Apesar de reconhecer que o amor tem mais probabilidades de durar quando as duas pessoas envolvidas são mais maduras, acho que é muito ingrato generalizar ao ponto de dizer que o amor entre dois jovens com menos de 20 anos é apenas uma ilusão. Cada caso é um caso e cada pessoa vive os seus sentimentos de forma diferente, sem que isso esteja propriamente relacionado com a sua idade. Aposto que há relações entre pessoas de 15 anos muito mais intensas do que entre pessoas mais velhas. Além disso, o amor jovem tem uma certa inocência que é muito bonita

    ResponderEliminar
  7. Não podia concordar mais contigo Carolina. E irrita-me solenemente situações deste tipo em que dizem que "Não sabemos o que é estar apaixonados"

    ResponderEliminar
  8. Partilhaste? :O não reparei ^^ anyway so significa que temos bom gosto ahaha

    ResponderEliminar
  9. Isso faz-me muita confusão! É bom amar, é essencial... seja aos 16,18, 30 ou aos 80 e mesmo que um amor de 18 não seja o mesmo que um amor de 30 não se mede como sendo mais ou menos importante. Há quem aos 18 tenha achado o marido para a vida inteira e há quem aos 50 ainda não se tenha apaixonado a sério. E esta necessidade do descartável... à primeira dificuldade surge o "Ah que disparate solta-te, vive a viva, está com quem te satisfaz". Agora as pessoas não lutam por nada, muito menos nas relações... Como pode alguém levar a sério as relações hoje em dia? Quando se está 6 meses com um 3 meses com outro. E quando se chama a atracção de amor?

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito do que escreveste e concordo plenamente! E, além disso, acredito que ha amores na nossa idade que são muito mais fortes do que muitos em idades mais velhas.

    ResponderEliminar
  11. Como dizes, há relações e relações...

    ResponderEliminar
  12. Concordo tanto contigo! O amor é vivido por cada ser individualmente!

    ResponderEliminar
  13. Adorei o post!
    Criei um novo blog, caso queiras não deixes de passar e seguir-me caso gostes :): http://supreende-me.blogspot.pt/
    Beijinhos e bom ano novo!

    ResponderEliminar
  14. De forma generalista (e eu nem gosto de o fazer), o amor amadurece connosco e um dos factores será a idade. Mas não só.

    ResponderEliminar
  15. Exatamente. Cada pessoa é cada pessoa. Há várias formas de amor e, inclusive, o amor amadurece.

    ResponderEliminar