Thirteen

CINEMA | Joy [2015]

Depois de entregar um trabalho já perto das 23h, comecei a cumprir a tradição de Janeiro ao lado do meu pai: ver os (possíveis) filmes nomeados para os Prémios da Academia e registar opiniões antes da Cerimónia. O primeiro? "JOY" - uma longa metragem que volta a juntar Jennifer Lawrence, Bradley Cooper e Robert De Niro (os preferidos de David O. Russell) numa obra que repete a fórmula infalível para o sucesso do realizador.

A criação mais recente de O. Russell não apresenta um argumento por aí além mas retrata a invenção de uma esfregona revolucionária e foca questões relacionadas com a depressão, o empreendedorismo, a luta, a amizade, o feminismo, a flexibilidade financeira, a família e a determinação obrigando-nos a criar empatia com as personagens de forma quase instantânea e fazendo-nos reflectir sobre os nossos próprios sonhos, objetivos e metas. As personagens são interessantes, o elenco é brilhante, a banda sonora encaixa, a fotografia cativa e ainda que não haja nada de realmente surpreendente (sobretudo no final escolhido), "Joy" retrata uma história de vida inspiradora.

"Joy" apresenta-nos uma Jennifer Lawrence mais contida - que, apesar da aparência demasiado jovem, consegue convencer o espectador tanto nas cenas mais determinadas e empreendedoras como nas situações de maior dificuldade, preocupação e sofrimento - e leva-nos a viajar pelo mundo dos negócios numa época em que as televendas determinam o sucesso dos produtos e dos próprios investidores. Baseado em factos reais, assume-se como o típico filme nomeado para os Prémios da Academia e apesar de não ser revolucionário ou significativo para a História do cinema, é um bom filme que vale pela lição de vida.

9 comentários:

  1. Quero ver este :) Também tenho essa tradição de ver os filmes nomeados antes da gala! Gosto sempre de fazer as minhas apostas.

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia mas digo-te que todos os filmes que vi, pelo facto de os teres recomendado aqui no blog, foram espetacularmente bons. Nunca me esqueço do Julia&Julie. Está assim numa lista minha de filmes que entretêm, têm ideias bonitas e são para se ver ao fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  3. Já vi o filme e partilho da mesma opinião, não é nada por aí além. Deduzo que a Jennifer Lawrence vá ser novamente nomeada para um Óscar mas desta vez é certo que não vai ganhar. Para mim a vencedora na categoria de "Melhor Actriz" é clara, Brie Larson, pela brilhante prestação em "Room".

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  4. É um dos filmes que quero ver ainda este mês :))

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia esse filme, mas agora estou interessada em ver.

    ResponderEliminar
  6. Estou bastante curiosa em ver este filme!

    ResponderEliminar
  7. Este é daqueles filmes que quero mesmo ver embora não saiba se vou gostar - gosto bastante do estilo natural da J. Law, quero ver como ela se saiu neste!

    Jiji

    ResponderEliminar
  8. O filme não me puxa a ver, mas vou acabar por fazê-lo. No entanto, estou espantada com a simplicidade e beleza do poster!

    ResponderEliminar