AD INFINITUM | 05

Querida Carolina Caloira,

Inicias agora uma das fases mais importantes da tua vida. As dúvidas são muitas e as questões são imensas - eu sei! - mas com tempo tudo ocupará o seu devido lugar e chegarás ao último ano da tua Licenciatura com uma certeza: as dúvidas constantes ao longo do percurso foram uma vantagem. Não deixes de fazer perguntas, de procurar mais do que aquilo que te mostram. Aproveita as oportunidades (mesmo nas áreas que não te interessam assim tanto). Aposta nas conferências, nos seminários, nos workshops, nos eventos que à primeira vista nem sequer estão relacionados com o teu curso. Quando chegar a hora de definir um caminho, tudo isso será vantajoso. 

Eu sei que se eu te disser agora que conseguiste fazer de forma limpa os dois primeiros anos e meio e que o último semestre vai pelo mesmo caminho (rezamos juntas?), tu não irás acreditar em mim. A matéria é muita, tudo é novo, os professores são exigentes e alguns nem sequer fornecem material de apoio às aulas e ao estudo. Não faz mal. É uma questão de adaptação e, confia, tu vais conseguir adaptar-te com naturalidade e sem grandes ondas. O segundo ano é terrível - ficas já avisada: é o pior de todos - mas até esse serás capaz de superar com distinção. Vai àquele primeiro dia de Praxe, faz um CV e anota os nomes e datas de todos os seminários, de todas as conferências e jornadas (e, por favor, não percas os certificados e diplomas que irás colecionar!). Tira apontamentos, mantém a secretária arrumada, faz questões pertinentes, assinala as matérias mais complexas, usa exaustivamente a tua agenda e aponta possíveis perguntas de exame. Faz mais do que ir às aulas, vai aos jantares de Faculdade, suja-te na Praxe, zela pelo teu próprio sucesso, cria redes de contactos, diversifica os teus grupos de amigos e, muito importante: não vendas um rim para comprares material escolar e livros "obrigatórios". Há tempo para tudo.

Com o tempo vais perceber que odeias agências de viagens (e vais agradecer o estágio extra-curricular que fizeste) mas também vais perceber algo de fantástico: não tens de escolher entre as duas áreas que te fazem sonhar e serás capaz de as combinar a teu favor. Os projetos serão imensos - aceita-os. As ideias não vão parar de surgir - não te fiques por aí, dá-lhes vida e abraça os resultados. 

Queres saber um segredo? O triângulo é um mito. Tu conseguirás ser bem sucedida em todos os seus vértices desde que tenhas algo importantíssimo em mente: prioridades. Terás de estudar quando o que te apetece mesmo é ver um filme nomeado para os Prémios da Academia, terás de adiar cafés porque tens relatórios para entregar. Lembra-te: nada se consegue sem esforço mas tu sabes o que é melhor para ti. Não tenhas medo de remar contra a maré. Não deixes de dar um murro na mesa quando sentes que te tentam pisar. Sê equilibrada. Aproveita os dias de praia e liberta-te das pessoas tóxicas que não contribuem para a tua felicidade. Rodeia-te de positivismo. Sê positiva. Assume a tua ansiedade e combate-a com garra. Partilha as tuas opiniões e conhecimentos com o mundo. Dedica-te. "Tu estás onde tu queres estar."

Vais chorar baba e ranho nas Cerimónias de Fim de Ano (todos os anos) e vais ter o maior dos elogios no dia em que trajares pela primeira vez. Vais ser baptizada duas vezes em dois anos distintos - e vais perceber que não faria sentido doutra forma - e no terceiro vais baptizar os dois inconscientes que te vão escolher como Madrinha (parece impossível, certo?).

Não te sintas mal por negares um rasgão duma capa; não é algo que se faça de ânimo leve. Sê feliz com cascas de ovos no cabelo e farinha na cara. Sê feliz com a textura do traje no corpo. Sê feliz enquanto gritas as canções da Faculdade. Sê feliz calada e com os sentimentos à flor da pele enquanto ouves as músicas que já te diziam tanto mas que passaram a ter um impacto diferente desde que chegaste ao Ensino Superior. Sê feliz em pleno cortejo, de quatro, em cima do camião ou na linha da frente. Aproveita. O tempo passa a correr.

Ao longo dos próximos três anos vais aprimorar o teu estilo pessoal, vais cuidar de ti e vais alimentar o blogue com toda a dedicação e o maior dos carinhos. Vais fazer novos amigos, vais conhecer pessoas absolutamente inspiradoras, vais fazer compras mais arriscadas. Vais fotografar muito. Vais namorar. Vais ser enfermeira, polícia, juíza, professora e psicóloga muitas vezes - os teus amigos precisam de ti e ser a única pessoa totalmente sóbria numa festa nem sempre é fácil (ainda que seja também muito divertido). Vais viajar. Aproveita. A sensação de missão cumprida é a melhor do mundo e saberes que aproveitaste cada momento da forma mais incrível - ou que não poderias ter feito nada de uma maneira diferente - é impagável.

Ao longo dos próximos três anos vais ser testada muitas vezes. Aprende com os erros e celebra as conquistas com danças da vitória - mesmo descalça ou em pijama. Aprende a confiar em ti. Sai da tua zona de conforto. Acredita. Continua. Ergue a cabeça. Não deixes que os medos te impeçam de concretizar os teus objetivos ou que as ansiedades te limitem os passos. Vai em frente. Sente-te grata. Sê a Carolina de sempre numa versão melhorada e limada. E escreve. Escreve muito. Sobre as tuas experiências académicas, sobre os temas da atualidade, sobre as situações mais simples e banais - vais gostar de ler tudo isso mais tarde. Escreve. E fotografa. Fotografa muito. Vive. Vive muito e erra na mesma medida. Sê feliz.

Com amor, sorrisos genuínos e muito orgulho,
Carolina Finalista.


O exercício inverso - carta de uma Caloira para uma Finalista - está no blogue da Ana Garcês. AQUI.

11 comentários:

  1. "Vive muito e erra na mesma medida." É esse o segredo :) Que bom de ler <3

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso deste post. Apesar de teres falado de experiências pessoais tuas, acho que o medo de não sermos capazes, a ansiedade, as dúvidas, os receios e, no fim, a quantidade enorme de bons momentos que nos enchem o coração são passos que todos nós damos quando entramos para a universidade. Por isso revi-me muito no teu texto :)

    ResponderEliminar
  3. Eu própria consigo reconhecer que cresceste imenso! Leio-te mais ou menos desde o meio do teu primeiro ano na faculdade e cada vez estás melhor e a cada dia que passa sinto que estás mais concretizada que nunca! Texto incrível Carol, palminhas!

    ResponderEliminar
  4. Adorei o texto, é mesmo essa a mensagem que se deve levar da faculdade :)

    ResponderEliminar