AMOR | A Maior Honra

No dia em que trajei pela primeira vez, o Gui pediu-me que rasgasse ao meio a sua capa. Recusei. Por muito que gostasse dele, pareceu-me precipitado. Por muito que quisesse acreditar que sim, não sabia se ia correr bem, se íamos ser capazes de ultrapassar as adversidades. Preferi ser racional e salvaguardar o Traje dele da mesma forma como protegi o meu semana após semana. Não me arrependo.

Contudo, dois anos mais tarde, depois de tantos altos e baixos, pareceu-me (ou pareceu-nos) inevitável. Rasgámos a capa um do outro com cuidado - e com a emoção à flor da pele! - antes daquele que foi o nosso último Cortejo e não podia ter sido um momento mais bonito ou íntimo. Com a nossa Faculdade do coração como pano de fundo no espaço onde se realizou a nossa primeira Praxe e um pedido recíproco que nada teve de impulsivo, estes rasgões que trazemos hoje nas costas são a maior prova deste amor que nos move. Independentemente do que acontecerá daqui em diante - e eu acredito que o melhor está ainda para vir - estou infinitamente grata pela pessoa que tenho ao meu lado e não consigo pensar numa forma mais genuína de o demonstrar. Há coisas que não se explicam. E este amor é tão sagrado como a minha capa negra. Obrigada.

11 comentários:

  1. As tuas publicações relacionadas com a Faculdade e a Praxe são tão bonitas Carolina. Nota-se mesmo a paixão que tens por tudo isso :) dá-me umas saudades quando leio estes teus posts, porque também eu já fui assim! As maiores felicidades do Mundo para ti e para os teus <3

    ResponderEliminar
  2. Tão mas tão bonito!
    Eu tbm teria recusado na primeira vez porque são coisas que são muito, muito importantes :)

    ResponderEliminar
  3. Parabéns Carolina ! É uma nova etapa e tão bonita ! Eu já tenho imensas saudades ! E parabéns a esse amor tão grande que vos une ! Sejam muito felizes, vocês ficam tão lindos juntos <3

    ResponderEliminar
  4. Hoje é o dia de quem está onde tantas vezes não está mais ninguém! Hoje é o nosso dia: Feliz Dia Internacional dos Enfermeiros

    ResponderEliminar
  5. Tão lindos e felizes, adoro! Que se mantenham sempre assim, a crescer em conjunto e a dar todos os passos que vos façam sentido, na altura que achem que tem de ser! Parabéns, Carolina Finalista! :)
    r: Não é muito usual usarmos fitas na UM, até porque não temos a tipica queima das fitas, e isso nota-se perfeitamente só de olhar para as fitas que temos, que são, basicamente, fitas que se usam no traje. Eu quis guardar sentimentos deste percurso, e achei que fazia sentido ter fitas, mesmo que sejam apenas para guardar algures numa gaveta ou assim :b

    ResponderEliminar
  6. Tão lindos :) e que o vosso amor se sobreponha sempre ao resto!
    Só uma questão: porquê que usas cartola e há finalistas em Braga que usam o tricórnio mas com cor (que suponho seja a do curso/fac)? :) sempre achei que fosse isso que usassem os finalistas daí! É opcional ou assim? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é opcional, Mariana. No cortejo de Braga juntam-se duas Universidades e enquanto na U.Minho se usa o bastão e o tricórnio (o tricórnio preto faz parte do Traje, o tricórnio colorido só é utilizado pelos Finalistas), na UCP usamos cartola, bengala e fitas na pasta As cores variam consoante os cursos e escolas/faculdades :)

      Eliminar
  7. Ficam tão lindos juntos! Desejo-vos as maiores felicidades e que continuem a ser muito felizes.
    Foi uma honra ter-vos visto aos dois tão felizes no cortejo :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  8. tentei encontrar-te no cortejo, mas só vi o gui! e passei por ti na última noite de enterro, mas foi a correr xD

    ResponderEliminar