TEMPO DE ANTENA | Ensino Superior: Design de Comunicação

"Se vos disser que fiz o 12° ano em Ciências e Tecnologias, é provável que achem estranho quando disser que estou em Design de Comunicação. A verdade é que criei o meu blog exactamente no dia em que me inscrevi em Ciências e Tecnologias e três anos depois percebi que criar o blog foi a melhor decisão que tomei naquele dia. Incrível, não é? 

Quando percebi, graças ao blog, que Design de Comunicação era o curso que queria e comecei a ver universidades para me candidatar, entrei em pânico. Nas universidades públicas, ou pediam prova de ingresso de uma disciplina que eu nunca tinha tido (geometria, história e cultura das artes e/ou desenho) ou então aceitavam a prova de português mas a universidade era a uns largos quilómetros de casa - o que para mim era impensável, porque fazia com que eu só pudesse vir a casa uma vez por mês, ou menos. 

Foi então que, já numa fase de quase desistência, descobri a Universidade Lusófona do Porto, relativamente perto de mim e que aceitava o exame de português como prova de ingresso. O melhor? Podia vir a casa todos os dias, estar com as pessoas que gosto, continuar a ter o meu espaço e o meu quarto – coisas que ainda não estava preparada para abdicar. 

Embarquei nesta aventura a ouvir muitos “numa privada? A sério?!“ ou “não vais aguentar ir a casa e vir todos os dias“ (gasto 3h por dia em transportes!) e um ano depois estou aqui, feliz e preenchida. Consegui fazer as cadeiras demoniacas de cada semestre – para mim, Geometria I e Geometria II, porque não tinha qualquer bases na área ao contrário dos meus colegas que vinham de artes. Fiz Introdução ao Desenho e Desenho I com notas muito parecidas à dos meus colegas. E nunca me senti descriminada por estar numa privada ou por vir de uma área diferente. 

Quanto ao curso em si, tem cadeiras práticas e cadeiras teóricas, como todos. Mas, para ser mais específica, passo a explicar-vos. No primeiro semestre, além de geometria e introdução ao desenho (onde aprendi imenso!), tive história de arte e história do design, introdução à fotografia onde exploramos o mundo analógico, fotografamos mais conscientemente e revelamos as nossas próprias fotografias e introdução ao design. 

Ao contrário do primeiro semestre, o segundo foi 100% prático. Tive Fotografia – digital, desta vez – Design, onde participei em concursos internacionais e onde aprendi muito, Introdução à Computação onde aprendi a brincar com o photoshop, Design Assistido por Computador onde aprendi a trabalhar com o illustrator e onde fiz trabalhos que me deixam orgulhosa, Desenho I e Geometria II. 

Se estou a gostar? Sem dúvida. Estou a adorar o curso, a Universidade, as cadeiras... Tudo. Nos próximos anos avizinham-se cadeiras igualmente fantásticas, visitas de estudo incríveis, mais seminários de design – conversas com designers experientes – uma sala para cada ano do curso onde podemos expôr os trabalhos e trabalhar a qualquer hora do dia e muito mais. Um ano depois, sinto que não podia estar mais feliz com a minha escolha quer a nível de curso como de universidade. Se tivesse de voltar a escolher, faria exactamente a mesma escolha que fiz há um ano e é isso que me faz sentir que estou mesmo no sítio certo."


Paula, Aluna do Primeiro Ano da Licenciatura em Design de Comunicação na Universidade Lusófona do Porto.

[Se tiverem dúvidas ou questões podem deixá-las na caixa de comentários. A Paula irá responder às vossas perguntas no mesmo espaço assim que possível.]

4 comentários:

  1. Olá Paula! Gostei muito de saber um pouco de como foi a tua experiência de escolha do curso. Também já pensei em seguir Design de Comunicação, mas sou terrível a desenhar e tenho muito medo de não conseguir fazer as cadeiras que me obriguem a tal. Quão bem é preciso saber desenhar?
    Inês

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Inês! Na altura da escolha do curso também tinha esse medo, era uma nódoa a desenhar. A cadeira de introdução ao desenho ajudou-me imenso e sei que evoluí muito. A cada desenho que fazia, sentia que melhorava. Ainda não sei desenhar bem mas acho que melhorei.
      Em Introdução ao Desenho começamos todos do zero, como se nunca ninguém tivesse tido desenho. Aprendemos as coisas mais básicas e a professora quase nos "obrigou" a esquecer algumas coisas que estavam pré-formatadas.
      Acabei a cadeira com 12 e a nota mais alta foi um 13. Não tive uma nota brilhante, mas é para perceberes que por vezes o facto de não sabermos desenhar não nos torna menos que os outros. Além disso, com MUITO treino, conseguimos melhorar imenso, mesmo.
      Espero ter-te ajudado. Um beijinho.

      Eliminar
  2. Fico feliz que te estejas a gostar. Isso é o mais importante. E se passas três horas por dias em transportes, diria que gostas e muito do que estás a fazer e aprender.
    Tudo de bom para ti. ^^
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  3. Aqui está um bom exemplo de que ir para Ciências não significa sempre o mesmo caminho - Engenharia e Medicina. Fico muito feliz que tenhas encontrado o teu caminho quando ingressaste nessa área no secundário. E fico ainda mais feliz por saberes que Design de Comunicação é aquilo que queres e gostas. Nada me faz mais feliz ver as pessoas a fazerem o que gostam.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar