LIVRO | Making News: A Straight-Shooting Guide to Media Relations

"Making News" foi o primeiro livro que li sobre Marketing e Relações Públicas, uma área que se assume como um enorme desafio profissional. Neste momento, para além do projeto no qual trabalhei durante o meu Estágio Curricular e que continuo a alimentar com orgulho, estou também a trabalhar no departamento de Marketing da empresa e sou, com toda a certeza, a pessoa que menos sabe sobre o assunto - quero contrariar isso.

"Making News: A Straight-Shooting Guide to Media Relations" é um livro que procura desmistificar as relações entre jornalistas e profissionais de relações públicas e que se debruça sobre os métodos mais utilizados nesse âmbito. Desperta-nos para alguns detalhes no que diz respeito à promoção de marcas, organizações e produtos e fornece-nos algumas dicas sobre a transformação dessas mesmas marcas, organizações e produtos em notícias credíveis não associadas a patrocínios. Constituído por três grandes capítulos - "Getting to Know The Media", "Rules Of Engagement" e "Media Relations Field Guide" - divididos em subcapítulos curtos e fáceis de consultar após uma leitura global mais atenta, "Making News" reúne dicas, sugestões, opiniões e testemunhos de jornalistas internacionais e promove uma leitura fluída que cativa quem se interessa pela temática. É um livro técnico, sim, mas David Henderson utiliza uma linguagem tão terra-a-terra que não nos causa dificuldades na hora de compreender o que ele pretende exprimir - nem fazia sentido doutra forma. Os exemplos são muitos e ainda que sejam maioritariamente focados em acontecimentos trágicos ou escandalosos, ilustram muitíssimo bem cada ideia.

O livro, no geral, faz sentido - mesmo que, em alguns parágrafos, nos custe a admiti-lo. Foca a necessidade de pesquisar, de criar contactos e de estabelecer ligações e enfatiza a mudança constante trazida não só pelas novas tecnologias mas também pelas exigências de novos públicos e gerações, abordando o aparecimento do digital, dos blogues e da necessidade óbvia de se ser o primeiro a lançar uma notícia num mundo onde uma simples frase pode tornar-se viral em meia dúzia de minutos. A mensagem do livro é clara: os jornalistas precisam dos profissionais de relações públicas (e vice-versa) mas não lhes atribuem credibilidade em todas as situações nem tão pouco se interessam por tudo o que eles lhes enviam.

"Making News" foca a importância das audiências, dos números, das estatísticas e do dinheiro e, ainda que seja um pouco repetitivo em alguns pontos (em todos os capítulos é referida a mudança nos paradigmas do Jornalismo, por exemplo), David é capaz de nos levar a passear por diversos temas que se relacionam entre si: a necessidade de escolher os canais certos, a forma correta de conseguir uma notícia, os detalhes que cativam o jornalista durante a leitura de uma press release ou o que o leva a querer saber mais sobre o projeto, o impacto que determinadas atitudes podem ter no crescimento da marca, a importância que uma notícia tem dependendo da gestão e do público-alvo daquele jornal, revista ou blogue, a importância das fotografias e da imagem, a forma mais eficaz de comunicar, a construção de uma marca tendo por base os Media, o valor de um pedido de desculpas, a importância dos comentários, do follow-up, de estar lá e de responder rapidamente, a simplicidade, a flexibilidade e a autenticidade dos blogues, a questão dos advogados (...). Parece-me completo, sobretudo porque aborda tantos temas de uma forma tão acessível.

A última parte de "Making News" é, para mim, a mais concreta uma vez que foca questões mais relacionadas com a escrita de uma press release, de responder a uma entrevista e de apresentar uma ideia ou um produto que poderá vir a transformar-se numa notícia. David Henderson, com o apoio de outros jornalistas, dá-nos dicas específicas sobre a formatação da news release, sobre aquilo que devemos ter em mente mesmo antes de a escrevermos, sobre o que podemos ou não fazer. Esta parte é sim, um guia nesse sentido.

Senti algumas vezes (sobretudo na parte mais inicial) que o livro não era aplicável à minha realidade enquanto portuguesa - pareceu-me mais focado nas grandes organizações americanas e no seu potencial/perigo - porém, consegui colocar-me numa posição mais imparcial, de autoavaliação e fiquei esclarecida relativamente aos temas abordados. As comparações, metáforas e exemplos são o bónus: permitem-nos concentrar mais facilmente porque conhecemos as referências, lembramo-nos dos vários escândalos e estamos minimamente familiarizados com os casos apresentados (existem casos mais particulares que eu não conhecia mas isso, de uma forma geral, não atrapalhou a minha leitura).

Não sei se "Making News" está disponível em português - penso que não mas corrijam-me se estiver errada - mas as dicas específicas (algumas mais óbvias do que outras, claro) tentam minimizar a ideia de que não há um guia ou um conjunto de regras para o sucesso. Existem muitos factores que influenciam os resultados de uma ação de Relações Públicas e este livro pretende ser uma ajuda naquilo que podemos realmente controlar - o resto, é uma questão de sorte (se é que lhe podemos chamar isso).

6 comentários:

  1. Apesar de não ter sido a área que mais gostei no meu curso, o Marketing é uma das áreas mais desafiantes e interessantes :) Nas jornadas do meu curso tivemos uma palestra sobre Marketing Digital e eu adorei! Há qualquer coisa nesta área que me fascina - e me faz ter noção de que não tenho jeito para isso.
    O livro parece mesmo interessante. Fazes bem em querer aprofundar os teus conhecimentos :)

    ResponderEliminar
  2. Apesar de não estar ligada à área do Marketing, nem do Jornalismo, fiquei bastante curiosa acerca do livro. Penso que é uma ótima ferramenta para todas as pessoas, de um modo geral, de forma a conhecermos um pouco destas áreas que, embora nem todos as sigam, interliga-nos, mais do que nunca, nos tempos atuais!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  3. Desde que colocaste a foto do livro no Instagram que fiquei super curiosa com o livro porque o Marketing era a minha 2.ª opção de vida e, como pessoa que estudou Jornalismo, acho a comunicação uma área super interessante, principalmente a nível de Marketing. Acho muito interessante o facto de estares a trabalhar numa área que te desafia a aprender sobre isto e acho excelente que o faças! Pelo que pesquisei o livro não existe mesmo em português mas talvez venha a ser uma das minhas futuras aquisições :)


    www.asofiaworld.com

    ResponderEliminar
  4. Não sendo de Marketing, fiquei interessada no livro. Gosto sempre de ter alguns conhecimentos sobre outras áreas e perceber como é que elas funcionam. Qual foi o website que utilizaste para o encomendar?

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi-me emprestado. Provavelmente encontras na Amazon (:

      Eliminar