ATUALIDADE | Dia da Mulher

Em Portugal, ainda há diferenças salariais entre homens e mulheres nas mesmas funções. Em Portugal, ainda há meninas que casam cedo demais porque os seus pais assim decidem. Em Portugal, ainda há mulheres que ficam em casa a cuidar dos filhos e das tarefas domésticas quando o que queriam mesmo era perseguir um sonho profissional e conhecer o mundo. Em Portugal, as mulheres ainda são olhadas de lado quando escolhem viajar sozinhas.

A desigualdade entre géneros não acontece apenas lá fora e, em 2017, o Dia da Mulher ganha uma importância (ainda) maior pela misoginia que tem vindo a ser divulgada por líderes internacionais e cidadãos livres e informados.

Eu confesso: há uns anos este dia passava-me completamente ao lado. Tive o privilégio de nascer numa família que viu em mim todo o potencial e que me deixou ser aquilo que eu escolhi ser, que me incentivou a estudar, a trabalhar, a atingir os meus objetivos. Tive o privilégio de nascer num meio onde nunca me senti discriminada por ser mulher e cometi um erro que sei que muitas de vós também cometeram: fechei os olhos a uma data que ainda hoje merece ser reconhecida e celebrada. Porque esta luta ainda não terminou.

Eu continuo a ser uma privilegiada, é verdade. Trabalho numa empresa que luta diariamente pelos Direitos das Mulheres e não sou desvalorizada por ter nascido com um útero. Nunca fui. Porém, à medida que vou conhecendo outras realidades e outras mulheres - mulheres inspiradoras que se cruzam no meu caminho sem eu saber a que se deve tal honra - eu reconheço: o Dia da Mulher é muito mais do que uma desculpa para sair com as amigas e é muito mais do que uma desculpa para receber amostras de perfumes e descontos especiais. O Dia da Mulher é uma ode à igualdade, à justiça. E hoje eu percebo: a Humanidade ainda precisa que este dia exista.

2 comentários:

  1. Somos privilegiadas, é um facto. Nascemos num país e numa sociedade em que, em muitos casos, já conseguimos a igualdade. Mas ainda há tanto por fazer, tanto por resolver. É ter memória, e ter vontade. :)

    Jiji

    ResponderEliminar