Thirteen

INSTAGRAM | Novembro 2017

Um aniversário cheio de mimos e coisas bonitas, um mês loooongo, uma direta em trabalho para lançar uma nova versão de um projeto que me diz muito (partilho convosco assim que me for possível!), muitas ideias para a decoração d'O Apartamento e a certeza de que tenho ainda um mundo para descobrir. Termino Novembro absolutamente exausta - já passei a fase em que podia dizer que estava cansada - com a certeza de que Dezembro será ainda mais exigente a nível profissional (é o que todos esperamos, pelo menos!) e com muitas ideias para colocar em prática no Thirteen.

Com um puzzle de 1500 peças, uma ação de solidariedade, visitas ao IKEA, presentes inesperados, as minhas pessoas à minha volta e muitos mimos tudo fica mais fácil mas, por tudo o que não me apetece mencionar ou recordar, mal posso esperar que Dezembro chegue com músicas bonitas e energia redobrada. Afinal, o mês do Natal - que começa com um feriado à sexta-feira - só pode ser maravilhoso, certo?


Chegou aquela altura do ano: o VSFS está quase a ser transmitido!

O APARTAMENTO | 3 Dicas para economizar espaço no quarto

Como puderam ver nas primeiras fotografias que partilhei após a escritura (AQUI), o meu T1 é pequenino. A casa-de-banho - que não mostrei - é comprida e a sala tem um tamanho razoável mas a cozinha não tem muita arrumação e o quarto também não é grande. Para ganhar espaço, tomei - sozinha ou graças a dicas certeiras das pessoas que me rodeiam - algumas decisões:

Trocar a direção da porta do quarto. Não abdico da porta do quarto e acredito que uma porta de correr não fique esteticamente bonita no meu apartamento. Mas, uma vez que a porta abre para dentro da divisão, este elemento vai impedir-me de ter uma cama de casal de tamanho razoável. A solução? Trocar a direção da porta: em vez de abrir para dentro, a porta do quarto irá abrir para fora (para o lado da sala) - problema resolvido!

Optar por uma cama com arrumação. Inicialmente, idealizei o meu quarto com uma cama mais especial e elegante, numa estrutura mais elaborada. Quando percebi que o espaço de arrumação não iria ser tanto como o que eu gostaria, decidi que a minha cama seria esta. Com as gavetas por baixo torna-se muito mais prática e permitir-me-á fugir às caixas que, normalmente, servem para remediar nestas situações e que não são tão pragmáticas. 

Colocar portas deslizantes nos armários. Esta foi logo a primeira decisão que tomei: nos armários do quarto, as portas tradicionais não se justificam e roubam imenso espaço por isso a troca para portas deslizantes pareceu-me essencial. O armário vai, assim, ganhar uns centímetros de profundidade e o quarto vai ganhar uns largos centímetros. Com a combinação deste ponto com o anterior, para terem uma ideia, ganho praticamente um metro e meio - perfeito para colocar a cama que pretendo - com o bónus de poder optar pelas portas na cor e material que desejar.

QUERIDO PAI NATAL | Eletrodomésticos? Sim, por favor!

Por muito que eu queira ignorar, cheguei à fase em que fico extremamente feliz - sem ironias! - por receber um frigorífico ou um microondas de presente de aniversário. E, agora que o Natal se aproxima - e apesar de ter outras coisas debaixo de olho - a minha prioridade continua a ser "O Apartamento" (que não está mobilado nem equipado). São tantas despesas e tantas coisas para comprar que, se o Pai Natal quiser contribuir para esta mudança e poupar-me algumas contas e despesas, eu ficarei muito agradecida! Ficam algumas ideias (e sim, incluí uma máquina de lavar roupa):

THIRTEEN | (?)

O blogue tem andado a meio gás. Não por falta de tempo - porque todas as semanas arranjo um bocadinho para vos escrever -, não por falta de ideias - porque a pasta de rascunhos tem já um número considerável de publicações começadas - mas porque tenho vindo a questionar o rumo que o meu "Thirteen" tem tomado. 

Tenho vindo a diversificar os temas que abordo - e isso será sempre, para mim, um orgulho -, tenho vindo a partilhar convosco uma nova fase da minha vida que me permite produzir novos conteúdos, tenho vindo a explorar novos caminhos, tenho vindo a utilizar mais o Instagram Stories, o Pinterest e as campanhas de email e tenho vindo a registar uma etapa surpreendente e exigente da minha vida que me desafia todos os dias. Sinto que este blogue tem crescido comigo - e já não me imagino sem ele - mas, ao mesmo tempo, sinto que, nas últimas semanas, a minha dedicação e a minha evolução não têm chegado a quem me lê do outro lado. E isso entristece-me.

"Por vezes, mesmo quando sabemos que já temos alguns leitores muito assíduos e fiéis ou que o nosso blog é estimado, as inseguranças atacam. Às vezes sentimo-nos como quando começámos a jornada: parece que estamos a falar para o boneco. Ou que ninguém quer saber do tema que quisemos apresentar. Ou que toda a dedicação que estamos a depositar não vale a pena porque já escrevemos sobre tudo, mesmo quando estimamos este projecto ao máximo e mesmo quando queremos que ele dure o maior número de anos possível. Às vezes, acontece." - escreveu hoje a Inês. E é isto mesmo.

AMOR | Monopoly: Harry Potter Edition

Inteiramente pensado pelo Gui, esta edição temática do "Monopoly" é única e muito especial. Baseado nas personagens que passeiam pelos corredores de Hogwarts, "Monopoly: Harry Potter Edition" foi criado com dedicação e carinho exclusivamente para mim - e vem com um livro de regras que o comprova.

A caixa de madeira foi construída artesanalmente pelo Gui, assim como o tabuleiro, o dinheiro e até os cartões. O jogo começa na Plataforma 9 3/4, as ruas e praças foram substituídas por locais que vão aparecendo nas aventuras de Harry, Ron e Hermione, a cadeia passou a ser Azkaban e os cartões de "sorte" e "caixa da comunidade" transformaram-se em "poções" e "feitiços" muito originais. Multas por excesso de velocidade na Nimbus 2000, castigos por praticar magia indevida ou prémios em concursos de magia são apenas alguns dos exemplos (mais simples) daquilo que podemos encontrar quando o jogo nos pede para tirar uma carta.

E, ainda que este jogo seja verdadeiramente incrível aos olhos dos outros pelo cuidado com o pormenor e pela perfeição com que está feito, é ainda mais especial para mim e vale muito mais do que aquilo que aparenta ou que poderia custar. Porque é único no mundo. Porque é meu. Porque foi idealizado pelo Gui. Porque exigiu pesquisa. Porque representa toda a dedicação que ele coloca na nossa relação. Porque espelha o seu esforço e demonstra a sua vontade de me surpreender ano após ano. Foi um dos presentes mais genuínos e verdadeiros que alguma vez recebi e, mesmo hoje, só consigo ficar com um sorriso no rosto e agradecer. Como não derreter?

MÚSICA | The National no Coliseu de Lisboa

Com um público fantástico, guitarristas brutais e um vocalista completamente louco - que deixou os roadies com vontade de o prender a uma cadeira em palco, de certeza -, os "The National" deram um concerto inesquecível no Coliseu de Lisboa e protagonizaram uma noite de sonho. Foi a primeira vez que os vi ao vivo - apesar de já terem pisado os palcos portugueses 13 vezes antes desta - mas a experiência não podia ter sido mais épica. 

Matt Berninger tem uma personalidade muito vincada e sabe pôr a dançar um Coliseu que canta em uníssono e que atura as suas loucuras. Acompanhado por artistas muito completos - que sentem a música em palco como esta deve ser sentida - conseguiu, com um som irrepreensível, superar as expectativas daqueles que, assim como eu, se apressaram a comprar o bilhete. Matt trepou as bancadas, chegou aos camarotes laterais, infiltrou-se no meio do público e viajou deitado nos braços dos fãs.

A presença dos "The National" está confirmada para o Alive 2018 e acredito que o concerto valha muito a pena - não se espera outra coisa desta banda - mas, infelizmente, os palcos dos festivais de verão não permitem que os artistas explorem todos os elementos que gostariam e, nesse sentido, não acredito que supere o espetáculo do mês passado. "Brutal", "épico" e "espetacular" foram apenas algumas das palavras que se ouviram no fim do concerto - foi lindo e ainda bem que estávamos lá para viver o momento.


Fotografia: Rita Carmo | Blitz.

LISBOA, PORTUGAL | Leitaria Lisboa

Uma sugestão para o brunch de domingo (ou talvez até para um começo de dia de trabalho diferente, se preferirem fugir à rotina com um pequeno-almoço mais demorado, fora de casa): Leitaria Lisboa, na Rua da Artilharia.

A Leitaria Lisboa apresenta várias opções de leite, diferentes combinações de iogurtes e propostas artesanais de padaria e pastelaria (sem esquecer os menus de almoço). Os pedidos são feitos ao balcão e o espaço em tons de azul e branco convida-nos a sentar e a ficar mais um pouco, entre conversas e uma mistura de doces e salgados.

Optámos pelo brunch alfacinha para duas pessoas (servido com dois croissants, uma cesta de pão variado, manteiga de ervas, requeijão e compota, duas bebidas - sumos naturais ou bebidas quentes - e dois iogurtes com frutas e compotas à escolha). Provei o leite de amêndoa - lamentavelmente, não existe a opção de leite simples sem lactose (seria algo a apostar) - e não fiquei fã mas todas as outras escolhas que fiz me conquistaram. Não posso opinar sobre os iogurtes mas a minha companhia confirmou a qualidade (o iogurte de frutos vermelhos foi o escolhido) e reconheceu a razão da sua fama.

Com um conceito despretensioso e um atendimento simpático, a Leitaria Lisboa é uma excelente opção para um começo de dia ou para um lanche com a companhia ideal.

O APARTAMENTO | Temos uma sala para decorar!

Após muitas horas passadas no Pinterest (podem seguir-me AQUI!), a ideia da sala acolhedora e com muita arrumação (porque não tenho assim tanto espaço nas outras divisões), começa a ganhar forma. A peça central será, sem margem para dúvidas, o sofá cor-de-rosa - que comprei online e que chegou na semana passada - mas ainda há muitas decisões a tomar. Quero que esta divisão me represente e tenho umas quantas coisas debaixo de olho - as da imagem são só algumas - porém, em simultâneo, não param de surgir perguntas e dúvidas que me deixam ansiosa e que me fazem questionar os meus passos. Esta fase está a ser mais difícil do que eu pensava que iria ser. 


Finalmente, meu!

BABY TALK | The Little Jasmine

O nosso país está cheio de pessoas talentosas e isso prova-se uma vez mais este mês, com o lançamento da marca "The Little Jasmine". Com roupinhas para crianças até aos 3 anos de idade, a marca chega mesmo a tempo do Natal.

Todas as peças são criadas à mão e a importância dada aos detalhes transformam as peças "The Little Jasmine" em algo absolutamente único e muito especial: as cores e os tecidos são criteriosamente escolhidos, os botões em madrepérola fazem a diferença, os folhos são a coisa mais amorosa deste mundo, as etiquetas não incomodam o bebé e os nomes das coleções transportam-nos para um mundo de fantasia onde tudo é possível.

Com opções para menino e menina - e peças unissexo -, The Little Jasmine apresenta, para já, cinco coleções: "O Principezinho" - blusas e camisas intemporais com detalhes elegantes -, "A Lebre e a Tartaruga" - peças em fazenda com detalhes em veludo -, "Hansel e Gretel" - onde o xadrez vermelho predomina -, "O Feiticeiro de Oz" - em tons de azul e cinza - e "O Quebra-Nozes" - uma coleção inteiramente dedicada à noite mais especial do ano. Todo um mundo de roupas queridas para descobrir aqui.


WEBSITE | The Mighty

Descobri-o no Facebook, graças a uma partilha da minha irmã. "The Mighty" é um website sobre temas sérios - doenças mentais, genéticas, degenerativas, terminais (...). Os artigos são escritos por dezenas de pessoas diferentes e são apresentados na primeira pessoa, mais ou menos como acontece no Hello Giggles mas de uma forma mais pesada (tendo em conta as temáticas).

Nesta comunidade abordam-se assuntos (de A a Z) que, em muitas sociedades e grupos, ainda são considerados tabu: depressão, autismo, cancro, anorexia, transtorno obsessivo-compulsivo, asma, diabetes, ansiedade, vitiligo, esquizofrenia (...). Este não é um espaço para hipocondríacos mas é um website que, de certa forma, traz alguma tranquilidade a quem se debate contra algum destes problemas. Aqui são-nos apresentados novos truques para lidar com os nossos demónios, exercícios que ajudaram outras pessoas e palavras que nos permitem explicar às nossas pessoas aquilo que sentimos. Quando os demónios acordam, é bom sentirmos que não estamos sozinhos - "The Mighty" prova-nos que não estamos, de todo.


Imaginam-se a escrever no mesmo blogue daqui a cinco ou dez anos?

FORMAÇÃO | Email Marketing & Automation

Terminei na passada quarta-feira a formação em Email Marketing no Factory Braga. Durante as últimas duas semanas explorei o MailChimp e o E-Goi - duas plataformas com versões gratuitas para criação e envio de campanhas - e pude comunicar com os meus leitores com a ajuda de um novo canal. A lista de subscritores continua a aumentar (regista-te AQUI) e acredito mesmo que esta formação tenha sido o empurrão que eu precisava para finalmente colocar as minhas ideias em prática.

O Paulo Gafanha, o formador, foi sempre extremamente acessível, disponível e simpático e, apesar da sua preferência pelo E-Goi (que, pessoalmente, não me cativa tanto), conseguiu abordar os temas de uma forma bastante terra-a-terra em ambas as plataformas e incentivar-nos a explorar este novo mundo por nós próprios. Deu-nos as ferramentas, apresentou-nos exercícios, deu-nos sugestões, esclareceu dúvidas, orientou mas não fez o trabalho por nós - tal como deve ser.

No próximo ano entrará em vigor o Novo Regulamento Geral da Proteção de Dados (RGPD 2018) - que merece especial atenção para quem trabalha com bases de dados - e esta formação não podia ter sido feita noutro momento - foi mesmo na altura certa. A primeira aula foi extremamente teórica e permitiu-nos abordar a questão legal da captação e criação de base de dados, juntamente com os princípios da criação de campanhas e a parte ética da questão - fiquei imediatamente agarrada aos temas e soube logo que não me iria arrepender. 

Nas restantes aulas - três, de 4h cada uma - fomos misturando a parte teórica com a parte prática e fomos testando as duas plataformas. Enquanto formandos acabámos por nos inclinar mais para uma das plataformas - eu acabei por me identificar mais com o MailChimp - e, pessoalmente, saí sempre de cada aula com vontade de colocar em prática as minhas ideias (foi por isso que, nestas últimas duas semanas, receberam mais novidades nas vossas caixas de email - para mim era essencial testar e experimentar enquanto podia esclarecer dúvidas e colocar questões). Uma vez que na minha vida profissional não utilizo plataformas deste género, acabei por aprender várias dicas importantes que me permitirão aproximar-me dos meus leitores. 

Ainda que muita gente tenha ainda a ideia contrária, o email marketing é uma das componentes mais fortes do Marketing Digital e da comunicação com o cliente - comprovei-o logo nas primeiras semanas de trabalho - e, para além dos meses de trabalho, esta formação veio sedimentar a minha opinião. No que diz respeito ao blogue, posso dizer-vos que as novidades d'O Apartamento têm sido enviadas em primeira mão por email e que regressou o "Carimbo de Qualidade" mas há mais sugestões à espera de lançamento. Obrigada, Factory, por mais uma formação incrível!


Publicação escrita em parceria com o Factory Braga.

BLOGOSFERA | Fly, Blackbird

Uma das coisas mais incríveis da Blogosfera é a empatia que temos pelas pessoas que vamos conhecendo através dos blogues. Quando acompanhamos alguém durante muito tempo - anos, em alguns casos - acabamos por sentir as suas tristezas e as suas alegrias e sentimos necessidade de saber se essas pessoas estão bem, se estão felizes. A Margarida andou desaparecida algum tempo (apesar de eu ter tido a oportunidade de a acompanhar noutras redes sociais) mas regressou numa nova fase da sua vida e acabou por ressuscitar o Fly, Blackbird para registar o nascimento - e o crescimento, espero - do seu pequeno Francisco. Acompanho a Margarida desde o início - talvez ela não saiba mas é uma das bloggers que mais admiro - e, por isso, sinto uma felicidade imensa por saber que ela está bem e que os seus sonhos e objetivos se concretizam.

Olho muito para o meu blogue como um espaço onde registo as diferentes etapas da minha vida - e, secretamente, espero mantê-lo durante muitos e longos anos para poder registar tudo aquilo que ainda está para vir - e poder acompanhar a Margarida nesta nova fase torna tudo (ainda) mais especial. Obrigada por teres voltado a escrever, Margarida! Espero que continues motivada para partilhares connosco esta etapa tão bonita. O Francisco derrete qualquer coração!

BLOGOSFERA | Obrigada, Inês!

No dia do meu aniversário, recebi uma encomenda. Naqueles primeiros segundos tentei lembrar-me das compras que tinha feito (a única coisa que tinha encomendado tinha sido um sofá e seria impossível enfiá-lo dentro daquela embalagem), mas rapidamente vi o nome do remetente e um sorriso surgiu no meu rosto. Quando o mundo dos blogues ultrapassa as barreiras digitais, coisas destas acontecem.

Uma caixa de luz que eu procurava em lojas físicas há mais de um ano e que nunca cheguei a encomendar chegou-me às mãos no meu dia favorito. A Inês lembrou-se disso, lutou contra os anúncios de "produtos esgotados" e enviou-me um elemento que, embrulhado num papel de flamingos e acompanhado por um postal com um dinossauro, contribuiu para os bons momentos do meu aniversário (quando ela disser que não tem jeito para escolher presentes, não acreditem!). Fiquei sem palavras e, enquanto lia o postal que acompanhava a caixa de luz, percebi que a Inês me conhece melhor do que eu pensava e que os laços que nos unem, mesmo a quilómetros de distância, são mais fortes do que imaginava. 

Tive um dia de aniversário absolutamente maravilhoso - e todos os presentes me surpreenderam - mas, confesso, o da Inês teve um impacto especial e ainda mais inesperado do que os restantes. Porque veio dela. Porque demonstrou toda a atenção e dedicação que ela transparece sempre que me envia uma mensagem ou escreve um comentário. A Inês tem um coração de ouro e uma capacidade genial para estar atenta aos detalhes e este presente veio comprová-lo uma vez mais. Obrigada, Prima do João!

O APARTAMENTO | Mãos à Obra!

Foram muitas as pessoas que me pediram para documentar, no blogue, o processo de remodelação e decoração d'O Apartamento. Contudo, sendo uma etapa tão especial para mim, quis - em jeito de agradecimento - dividi-la em primeira mão com as pessoas que acompanham o Thirteen de uma forma mais atenta e especial. Assim, todos os conteúdos sobre esta etapa serão, em primeiro lugar, partilhados com aqueles que, carinhosamente, subscreveram os meus e-mails (AQUI).

Nas imagens que se seguem - e que alguns tiveram a oportunidade de ver já há uns dias, até porque já receberam outra novidade entretanto - conseguimos ver, em parte, o meu quarto, a minha sala e a minha cozinha (ou meia-cozinha, como costumo dizer) e podemos comprovar que, felizmente, o imóvel está em óptimas condições. Muitas pessoas me perguntaram se não tinha medo de me arrepender - e tinha, claro que sim - mas a verdade é que está a acontecer precisamente o oposto: cada vez tenho mais certezas de que fiz a coisa certa e mal posso esperar pela hora de me mudar para um espaço que será, inegavelmente, a minha cara.

O apartamento ainda não tem água, luz ou internet. Ainda não tem cilindro, placa vitrocerâmica, cama, sofá ou cadeiras. Ainda não tem quadros, fotografias, microondas ou tapetes fofinhos. E, ainda assim, é o melhor T1 do mundo. Porque é meu. Porque representa mais do que aquilo que se vê nestas fotografias. Porque, aos pouquinhos, vai transformar-se em tudo aquilo que eu quiser que ele seja. Caramba, eu comprei um apartamento (e estou prontíssima para o decorar)! 


Parabéns a miiim!

QUERIDO PAI NATAL | Quase nos 22!

Neste momento, a minha prioridade é "O Apartamento" e os meus desejos de aniversário (e de Natal, que se aproxima a passos largos) traduzem exatamente isso. O foco das minhas poupanças está na decoração do meu T1 e, nesse sentido, a minha wishlist de aniversário está também repleta de objetos para a casa - alguns mais essenciais do que outros. Se alguém quiser contribuir, aqui ficam algumas dicas (com a certeza de que encontraremos opções semelhantes e mais em conta):

Para mais informações sobre cada objeto, cliquem nas imagens.

TURISMO | 13 Razões para visitar Braga

Nasci, cresci, estudei, trabalho e vivo em Braga. Esta é a minha cidade do coração e sei que falo dela sempre com paixão no olhar. Sou fã de viagens - e considero-me uma sortuda por poder fazê-lo todos os anos, para mais ou menos longe - mas não há nada como a minha casa e Braga é, sem dúvida alguma, a cidade para onde regresso sempre e onde me sinto plena e tranquila. Precisam de razões para conhecer a antiga Bracara Augusta? Aqui têm 13.

O Centro Histórico | O centro de Braga é tranquilo e animado em simultâneo e acho que esta é uma característica dominante nesta cidade que me acolhe há tantos anos. Por aqui temos as lojas que vendem as melhores marcas e que estão sempre a par das últimas tendências e, em simultâneo, temos as igrejas onde muita gente encontra paz interior; temos os bares e cafés mais alternativos e, por outro lado, temos a arquitetura tradicional que continua a ser valorizada e os jardins cuidados. Não fazia sentido não fazer referência a uma parte tão importante de Braga, que junta miúdos e graúdos num ambiente seguro e feliz, especialmente quando a meteorologia convida a passeios.

Hotel do Parque | Para mim, o melhor hotel da cidade. O Hotel do Parque foi remodelado nos últimos anos e é agora um boutique hotel moderno e cheio de luz que, para além daquilo que lhe associamos imediatamente, reúne também serviços de SPA, uma loja de venda de produtos locais, um bar e uma esplanada. E é ainda mais especial devido à sua localização. O Hotel do Parque está perfeitamente inserido nos jardins românticos do Bom Jesus e é o local perfeito para uma estadia calma e tranquila. Quem, assim como eu, gostar de espaços com muita luz, ficará encantado logo na entrada.

Casa de Pasto das Carvalheiras | A Casa de Pasto das Carvalheiras fica na freguesia da Sé e é o restaurante perfeito para amigos que gostam de ficar na conversa e de pedir vários pratos a fim de transformar uma simples refeição numa verdadeira experiência gastronómica. N'A Casa de Pasto das Carvalheiras promove-se a partilha dos pratos e a diversidade - que se pode observar não só nos ingredientes escolhidos mas também em toda a decoração, que me fascina em cada detalhe. Tudo é diferente mas tudo combina e resulta. Este é, sem dúvida, um restaurante com personalidade e muita cor. E a ementa, que varia consoante os meses do ano, fica à altura do ambiente.

Atelier Fusion | Sou fã do comércio tradicional, das lojas de rua e do atendimento personalizado e, junto ao Café A Brasileira - na Rua de São Marcos - encontram uma das minhas lojas favoritas: a Fusion. Num ambiente pequenino e intimista, esta loja vende peças bastante diversificadas e versáteis que com certeza se enquadrarão no estilo de muitas das minhas leitoras.

Michizaki | Se me dissessem que eu iria colocar um restaurante japonês na minha lista de favoritos, provavelmente eu ria-me. Mas aqui está ele! O Michizaki é um izakaya, um tipo de bar japonês que privilegia as refeições partilhadas e os petiscos no final de um dia de trabalho. A carta do restaurante varia de estação para estação e o restaurante oferece muito mais do que sushi. É muito pequenino e está sempre cheio (percebem porquê, certo?) mas vale muito a pena. Para além dos pratos maravilhosos, o Chef Guilherme é extremamente atencioso e os funcionários são todos muito simpáticos e cuidadosos, fazendo com que a experiência seja ainda mais positiva. Deixo-vos apenas um conselho: façam reserva, sobretudo para jantar.

Bom Jesus | Um local maravilhoso que ganha um encanto ainda mais especial durante o Outono. Este é um ponto turístico de renome mas é também um espaço feliz na memória dos bracarenses por todas os momentos magníficos que promove. Conhecem a expressão “ver Braga por um canudo”? O “canudo” – que é, na verdade, um monóculo – está no Bom Jesus do Monte e proporciona-nos uma vista ainda mais detalhada sobre Braga. Porém, essa não é a única relíquia do espaço; existem grutas para descobrir, pontes, um lago onde podemos andar de barco e, claro, um elevador movido a água que utiliza um sistema de contrapeso (o primeiro da Península Ibérica e, atualmente, o mais antigo do mundo). Para os mais aventureiros, a subida pelos escadórios até ao topo vale muito a pena.

Mosteiro de Tibães | Antiga Casa-Mãe da Congregação Beneditina Portuguesa, o Mosteiro de Tibães foi fundado em finais do século X e reconstruído no último terço do século XI, tendo sido nessa altura transformado num dos mais ricos e poderosos mosteiros do Norte de Portugal. E, na verdade, o Mosteiro de São Martinho de Tibães é mais do que um Mosteiro. Apesar da sua história ter dado muitas voltas (sabiam que uma parte do Mosteiro foi vendida após a extinção das ordens religiosas e que houve um incêndio na zona do refeitório, por exemplo?) este é um Mosteiro lindíssimo que merece uma visita sem pressas. Pelos seus jardins encantadores que nos colocam em sintonia com a Natureza e que reúnem diversas fontes e um lago, pelos corredores, quartos, cozinha e salas que nos transportam para outros tempos e que escondem outras divisões e, claro, pela igreja de estilo rocócó que nos surpreende assim que vemos o ouro de 24K a cobrir as suas paredes. Cada detalhe do Mosteiro deve ser apreciado com calma e, ainda que este seja um dos poucos museus e monumentos que não se encontram no centro histórico da cidade de Braga, o Mosteiro de São Martinho de Tibães é um espaço que merece ser visitado. Os tetos, as paredes, as janelas, os claustros, as peças de mobiliário e de vestuário... Tudo é uma surpresa à espera de descoberta.

Theatro Circo | Mesmo que não possam ver um espetáculo no Salão Nobre do Theatro Circo, podem fazer a visita guiada e encantar-se logo que dão os primeiros passos e observam a sua decoração em tons de vermelho e dourado. O Theatro Circo é imponente e magnífico e, para quem gosta de fotografia e/ou de arte, é um local de visita obrigatória. Centenário, o Theatro Circo é uma das casas de espetáculos mais bonitas do país e proporciona mil e um momentos diferentes - há, até, sessões de cinema todas as semanas. Não há como não ficar encantado com os bastidores, com a simpatia de quem ali trabalha e, claro, com o fabuloso candelabro que decora a sala principal.

Retrokitchen | "Estamos em casa de alguém?". É esta a sensação com que ficamos quando entramos no Retrokitchen, um restaurante retro situado na Rua do Anjo. Não é muiiiito fácil identificar o espaço - as portas fechadas passam despercebidas numa rua tão estreita - mas a atenção redobrada proporciona-nos uma refeição despretensiosa num ambiente acolhedor. A Tânia e o Rui são atenciosos, abrem-nos a porta com um sorriso, recebem-nos com palavras simpáticas e fazem-nos sentir em casa. O "Retrokitchen" é um espaço que está longe de ser um restaurante tradicional. E isso é bom! Oferece-nos a comida da avó - e as suas doses generosas - a um preço simpático e saímos encantados, satisfeitos e com vontade de regressar. Como não gostar?

Domus 26 Guesthouse | Numa zona privilegiada do centro histórico da cidade surgiu uma guesthouse elegante e acolhedora que recebe hóspedes de todo o mundo. Chama-se Domus 26 Guesthouse – B&B e oferece aos visitantes a melhor vista sobre a Sé Catedral de Braga, a mais antiga do país. A Domus 26 Guesthouse – B&B está inserida num edifício do século XIX, restaurado em 2015, e garante uma experiência inesquecível na cidade dos arcebispos a quem procura uma casa longe de casa. Combina o conforto com a elegância e não esquece o mais importante: a vontade de conhecer de quem escolhe Braga para passar uns dias. Os quartos são quatro - Bom Jesus, Catedral, Bracara e Porta Nova – e são decorados individualmente para proporcionar a cada hóspede uma experiência única, familiar e muito especial. Para uma estadia mais central, esta é a minha recomendação.

Best of Living | Para quem gosta de decoração, esta recomendação poderá valer ouro. A Best of Living, na Rua dos Capelistas, tem peças para todas as divisões da casa sempre com um toque muito especial e um tanto ou quanto irreverente. Entre velas, cadeiras, brinquedos para os mais novos, almofadas, relógios e chávenas de café, há muito mais para descobrir com a certeza de que nos iremos apaixonar por mais um item e que a nossa lista de desejos irá crescer.

Livraria Centésima Página | Uma livraria que é mais do que uma livraria e que já me recebeu para muitas horas de estudo ao longo dos anos. Com uma ala inteiramente dedicada aos mais novos, uma cafetaria, um espaço perfeito para leituras demoradas e bebidas quentes e uma esplanada num jardim convidativo em dias de Primavera e Verão, a Livraria Centésima Página é para ser visitada com tempo não só por quem adora perder-se entre páginas e palavras mas também por aqueles que gostam de artesanato, de espaços bonitos, de artigos de papelaria, de chá e de bolos caseiros.

Spirito Cupcakes & Coffee | A fama não é em vão. Quando entramos na Spirito a parte difícil é mesmo escolher o que pedir. Abriu em 2011 com o objetivo de inovar o conceito de café e pastelaria tão apreciado pelos bracarenses e conseguiu. Entre gelados artesanais, bolos deliciosos e bebidas que chegaram à cidade em jeito de novidade, a Spirito ganhou um lugar cativo no meu coração e foi capaz de chegar também aos corações das redondezas. A parte difícil é mesmo escolher o que pedir mas, se me permitem, a sugestão, o Red Velvet Cupcake ou o Gelado de Kinder Barritas são sempre escolhas seguramente deliciosas.