Thirteen

MÚSICA | The National no Coliseu de Lisboa

Com um público fantástico, guitarristas brutais e um vocalista completamente louco - que deixou os roadies com vontade de o prender a uma cadeira em palco, de certeza -, os "The National" deram um concerto inesquecível no Coliseu de Lisboa e protagonizaram uma noite de sonho. Foi a primeira vez que os vi ao vivo - apesar de já terem pisado os palcos portugueses 13 vezes antes desta - mas a experiência não podia ter sido mais épica. 

Matt Berninger tem uma personalidade muito vincada e sabe pôr a dançar um Coliseu que canta em uníssono e que atura as suas loucuras. Acompanhado por artistas muito completos - que sentem a música em palco como esta deve ser sentida - conseguiu, com um som irrepreensível, superar as expectativas daqueles que, assim como eu, se apressaram a comprar o bilhete. Matt trepou as bancadas, chegou aos camarotes laterais, infiltrou-se no meio do público e viajou deitado nos braços dos fãs.

A presença dos "The National" está confirmada para o Alive 2018 e acredito que o concerto valha muito a pena - não se espera outra coisa desta banda - mas, infelizmente, os palcos dos festivais de verão não permitem que os artistas explorem todos os elementos que gostariam e, nesse sentido, não acredito que supere o espetáculo do mês passado. "Brutal", "épico" e "espetacular" foram apenas algumas das palavras que se ouviram no fim do concerto - foi lindo e ainda bem que estávamos lá para viver o momento.


Fotografia: Rita Carmo | Blitz.

2 comentários:

  1. Fiquei invejosa a ler isto!! Deve ter sido absolutamente espectacular :)

    ResponderEliminar
  2. Bom gosto, sim senhor. Os national são enormes e uma das melhores bandas de indie rock da actualidade. De banda de culto de uma minoria a fenómeno de massas, têm feito um percurso incrível. O último álbum não é o melhor de sempre, mas não é uma desilusão. Talvez vá ao Alive vê-los. =)

    ResponderEliminar