Thirteen

BERLIM, ALEMANHA | Berliner Mauer

O Muro de Berlim - "Berliner Mauer" - foi construído durante a Guerra Fria e simbolizava a divisão do mundo em duas partes: 1) a República Federal Alemã, capitalista, e a República Democrática Alemã, socialista. Construído em 1961, o muro patrulhado por militares - com ordem para matar todos aqueles que tentassem escapar - provocou a separação de milhares de famílias, amigos e conhecidos. 

Em Novembro de 1989, uma revolução tomou conta de Berlim. Ao longo das semanas, multidões atravessaram o muro, destruíram as torres e celebraram junto daqueles que já não abraçavam há vários anos. Foi nesta altura que se deu a Reunificação da Alemanha (celebrada oficialmente em 1990) e que terminou, simbolicamente, a Guerra Fria. O Muro de Berlim é hoje um ponto de visita obrigatório, por diversas razões. Quer queiramos, quer não, é parte da nossa História e mais um local que nos sensibiliza para a maldade, a ganância e a rivalidade do ser humano.

Nem todo o Muro é original. Alguns fragmentos from reconstruídos, existindo ainda no chão a marcação do percurso que esta construção histórica fazia quando ainda estava erguida. Como forma de sensibilizar e consciencializar o público para a História que neste lugar se viveu, vários artistas começaram a deixar o seu contributo. Hoje, o Muro de Berlim é uma autêntica galeria de arte ao ar livre, e se por um lado alguns desenhos mais icónicos se mantêm apesar dos anos, por outro lado vários trechos da construção berlinense são frequentemente pintados de branco ou cinza para que outros artistas possam deixar a sua marca. 

No meio de tantas nacionalidades, há uma contribuição portuguesa - da autoria de Ana Leonor - e o Muro de Berlim assume-se como uma chamada de atenção - não só relativamente à época em que foi construído, mas também em relação a vários temas que são pertinentes hoje em dia: a sustentabilidade, a discriminação, a ecologia, a felicidade, o amor, o dinheiro, as redes sociais.

SOLIDARIEDADE | Blogging for a Cause

O Blogging for a Cause é um evento anual solidário que tem como principal objetivo angariar donativos para associações que representam causas nobres. 100% dos lucros e donativos do evento são distribuídos de forma equilibrada pelas cinco associações escolhidas. Este ano, o evento realizar-se-á no dia 01 de Dezembro, em Lisboa, e irá apoiar O Ninho, a Bigodes Fofos, a Bebé e Criança Feliz, a Plantar Uma Árvore e o Grupo Lobo.

O nome do evento tem a ver com a sua origem. O Blogging for a Cause nasceu em 2017 graças a cinco bloggers – a Andreia (Andreia Moita), a Catarina (Joan of July), a Joana (Às Cavalitas do Vento), a Vânia (Lolly Taste) e a Helena Magalhães (Helena Magalhães) - que se conheceram noutros eventos dedicados à blogosfera. A ideia de utilizarem a sua exposição para ajudarem aqueles que têm menos surgiu numa conversa entre amigas, mas rapidamente foi posta em prática - é possível utilizar a inflência digital para melhorar o mundo.

Na primeira edição do evento foram angariados 3085€ e em 2018 esperamos fazer ainda melhor. Digo "esperamos" pois é com orgulho que vos digo que o Thirteen Studio é patrocinador oficial deste evento - para além de ter contribuído com as t-shirts que as organizadoras irão vestir no dia do Blogging for a Cause, haverá ainda um modelo solidário disponível (uma parte das vendas desta t-shirt irá reverter, também, para as cinco instituições escolhidas).

Os lugares são limitados - há 60 disponíveis -, e para comprarem o vosso bilhete (60€) precisam apenas de enviar um email para hello@bloggingforacause.pt. Se não puderem estar presentes, podem também contribuir com donativos (não há valor mínimo, basta contactarem diretamente a organização) ou, claro, comprar a t-shirt solidária do Thirteen Studio (que apresentarei em breve). Dia 1 de Dezembro, eu vou estar no Villa Helena... Vemo-nos lá?

BERLIM, ALEMANHA | Holocaust Memorial

É pouco provável que desconheçam o "Memorial aos Judeus Mortos na Europa" - ou "Memorial do Holocausto", como é habitualmente apelidado - em Berlim. Mesmo que nunca tenham lá estado, tenho a certeza que (re)conhecem o monumento constituído por pedras de diferentes alturas, dedicado aos milhões de judeus mortos durante o regime nazi.

A ideia de construir um memorial para as vítimas do Holocausto surgiu em 1988, mas foi em 1999 que tudo ficou decidido. Em Maio de 2005, nas celebrações do fim da II Guerra Mundial, o Memorial foi inaugurado no local que antes fazia parte da "zona da morte". Os caminhos instáveis e os blocos altos fazem confusão a algumas pessoas e provocam tonturas - precisamente para simbolizar a falta de conhecimento perante o que estava a acontecer e a atmosfera terrível da época.

Aquilo que provavelmente não sabem - e que eu também desconhecia até antes de planearmos a viagem - é que no piso inferior existe um museu - gratuito - verdadeiramente focado nas vítimas do Holocausto. A experiência é absolutamente arrepiante, mas necessária. A sala subterrânea - "Ort der Information" (Ponto de Informação) - tem 800 metros quadrados e documenta a perseguição e o extermínio dos judeus através de uma exposição muito completa, com detalhes biográficos das famílias que foram vítimas do nazismo. Números, cartas, nomes, histórias que estão incompletas, testemunhos de sobreviventes. 

Um dos elementos mais marcantes neste local foi a uma gravação (na primeira pessoa) de uma mulher, sobrevivente, que implorou aos guardas que os seus filhos pequenos ficassem com a avó (já que não poderiam ficar com ela, a mãe). Mais tarde, percebeu que por causa desse pedido eles foram imediatamente condenados. Morreram naquele dia, assim como a avó. 

Como se vive depois disto? Como podemos ser, enquanto humanos, tão desumanos? Esta viagem foi, definitivamente, intensa, e o "Memorial aos Judeus Mortos na Europa" foi não só arrepiante mas também preocupante - o mundo não mudou assim tanto.


BERLIM, ALEMANHA | Checkpoint Charlie

Checkpoint Alpha, Checkpoint Bravo e Checkpoint Charlie foram os três postos militares criados pelos Aliados durante a Guerra Fria. O terceiro, que é hoje um ponto turístico em Berlim, ficava entre a Alemanha Ocidental e a Alemanha Oriental, ligando o setor americano e o setor soviético.

Projetado como um posto militar de passagem tanto para estrangeiros como membros das Forças Aliadas, o Checkpoint Charlie acabou por se tornar um verdadeiro símbolo da separação do país e uma representação da ação das Forças Aliadas. Com a queda do muro e a reunificação da Alemanha, a cabine original do guarda, que controlava as passagens, foi removida (a que vemos neste local é uma réplica, pois a original está no Museu dos Aliados) mas o Checkpoint Charlie e as placas referentes aos setores são algumas das atrações turísticas mais fotografadas da capital alemã.

THIRTEEN STUDIO | Unique: Blogging for a Cause

Depois de termos feito uma personalização para um blogue, fazemos agora cinco t-shirts personalizadas que temos todo o gosto em oferecer à organização de um evento solidário. Esta é uma edição única, criada especialmente para cinco pessoas com um coração gigante e vontade de mudar o mundo dentro das suas possibilidades. 

No Thirteen Studio também tentamos contribuir para um mundo melhor. Valorizamos o que é feito à mão, privilegiamos os materiais nacionais, praticamos preços simbólicos para que mais pessoas possam ter bordados de qualidade, partilhamos frases que nos inspiram, damos a conhecer mulheres que fizeram mais do que aquilo que o mundo esperava delas. Por tudo isto, fazia todo o sentido associarmo-nos ao Blogging for a Cause; não podíamos deixar de apoiar um projeto que irá ajudar cinco causas muito especiais através do trabalho voluntário da Vânia, da Helena, da Catarina, da Andreia e da Joana