Thirteen

GUARDA-ROUPA | Josefinas Weaving Couture

A portuguesa Josefinas acaba de lançar uma nova coleção de bailarinas (e mesmo a tempo das compras dos presentes de Natal!). Recorrendo às técnicas ancestrais da tecelagem e aos melhores fios de lã, algodão orgânico e linho, a Coleção Weaving Couture inclui cinco pares de sabrinas revestidas com o material criado nos teares portugueses.

A Josefinas volta, assim, a inspirar-se na tradição nacional e no que de melhor se faz em Portugal para desenvolver uma coleção de calçado. Depois de ter criado a coleção Burel Couture, a marca de luxo propõe um passeio pela arte da tecelagem.

Segundo a marca, esta foi uma coleção que demorou muito tempo a desenvolver, pois o objetivo passava por destacar várias técnicas de tecelagem e, ainda assim, apresentar uma coleção coesa. As designers da Josefinas trabalharam em conjunto com artesãos com décadas de experiência para que os padrões resultassem bem nos pares de bailarinas.

Disponíveis em cinco cores - Navy, Diamond, Wildflowers, Blush e Black -, as novas Josefinas são criadas à mão especialmente para cada encomenda. Os preços variam entre 199€ e 219€.


Fotografia: Josefinas Portugal.

CINEMA | 4 Filmes que nunca vi (e quero ver em breve!)

Vicky Cristina Barcelona (2008) | "Vicky (Rebecca Hall) e Cristina (Scarlett Johansson) são amigas e passam férias em Barcelona. Vicky está noiva e é sensata nas questões do amor. Cristina é pura emoção e movida a paixão. Durante uma exposição de arte, as duas se encantam pelo pintor Juan Antonio (Javier Bardem), que as convida mais tarde, durante um jantar, para uma viagem. O que elas não sabiam é que o galante sedutor mantém um relacionamento problemático com sua ex-esposa Maria Elena (Penélope Cruz). E as coisas ainda ficam piores porque as duas, cada uma à sua forma, se interessam por ele, dando início a um complicado "quadrado" amoroso."

The Goldfinch (2019) | "Theo tinha 13 anos quando a sua mãe foi morta num atentado no Metropolitan Museum of Art. A tragédia muda o curso da sua vida, lançando-o numa odisseia de tristeza e culpa, reinvenção e redenção e até amor. Uma adaptação do best-seller de Donna Tartt."

Two Popes (2020) | "O cardeal argentino Jorge Bergoglio está decidido a pedir a reforma devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI tem conduzido a Igreja. Com o bilhete para Roma já comprado, ele é surpreendido com um convite do próprio papa. Juntos, eles precisam de superar as suas diferenças e construir um novo caminho para a Igreja Católica."

The Greatest Showman (2017) | "Um musical ousado e original que celebra o nascimento do show business e a sensação maravilhosa que sentimos quando os sonhos ganham vida. Inspirado pela ambição e imaginação de PT Barnum, "The Greatest Showman" conta a história de um visionário que surgiu do nada para criar um espetáculo fascinante que se tornou uma sensação mundial."


Fotografia: Charles Deluvio

INSTAGRAM | Outubro 2020

Regresso à rubrica mais antiga deste blogue para, num bom dia, fazer o registo do mês que passou num sopro e que termina com a certeza de que o resto do ano será, na verdade, uma incerteza. 

Num ano atípico (quantas vezes mais vamos precisar de usar esta expressão?), outubro foi previsível e trouxe os dias mais frios e a chuva, o regresso aos casacos mais quentes e às botas, assim como algumas celebrações: os dois meses de idade da Margarida (não é tão giro celebrar cada mês no primeiro ano de vida de um bebé?), o 60º aniversário da minha mãe e os 26 anos da nossa Inês. Ainda que de forma limitada e com alguma distância, foi um mês de conquistas e mimos.

Há dias em que me sinto a pior pessoa do mundo e a solidão toma conta de mim - e em outubro esses dias repetiram-se algumas vezes, confesso -, mas aos poucos vou aprendendo a viver nesta nova realidade e a permitir-me desligar das minhas obrigações no meu tempo livre. Outubro não foi um mês de grandes leituras ou passeios, mas trouxe-me as primeiras aulas de costura (quem tem acompanhado os detalhes desta aventura - AQUI?), novos sabores de chá nos dias de trabalho e alguns elogios e momentos bonitos. A melhor parte? Já comprei todos os presentes de Natal!

LIVRO | Perfeitamente Normal

O Natal está a chegar e, para quem gosta de contribuir para o crescimento da biblioteca particular dos mais pequeninos da família, deixo uma sugestão vencedora: "Perfeitamente Normal" de Tom Percival - um livro mágico sobre diferença e aceitação.

Indicado para qualquer idade, "Perfeitamente Normal" conta-nos a história de Norman, um menino perfeitamente normal até ao dia em que lhe cresce um par de asas. Perante esta característica (que o torna diferente de todos os outros meninos), Norman sente que precisa de se esconder, veste um grande casaco, perfeito para o mais chuvoso dia de inverno, e usa-o até para tomar banho e dormir... até que, um dia, decide abraçar aquilo que o torna único, despe a peça de roupa que o limita e voa pelo céu para abraçar um final amoroso e surpreendente.

Uma história maravilhosa, com lugar cativo no meu saco de voluntariado da Nuvem Vitória, que não podia deixar de recomendar pela mensagem poderosa que transmite. Acompanhadas por ilustrações bonitas e uma capa que faz o livro laranja-fluorescente sobressair em qualquer estante, estas são as palavras que vão querer partilhar com os mais pequeninos da família.

Decidi, finalmente, comprar um copo menstrual e optei pelo Ziggy Cup. Alguém já usou?