Thirteen

AMOR | Sobre o Cavalheirismo

Uma das coisas que me cativa e me conquista é o seu cavalheirismo natural. Ir buscar o carro quando está a chover, abrir-me a porta, emprestar-me o seu casaco, ajudar-me com os livros pesados, automaticamente ficar do lado de fora do passeio quando passeamos juntos... Pequeninas coisas que tornam os dias mais bonitos, que aparecem quase sem esforço e sem reflexão, que fazem parte da sua forma de ser, que espelham a sua forma de lidar com a vida e que são especiais exactamente porque não acumulam segundas intenções.

Dizem que o cavalheirismo se tem vindo a perder de geração para geração e eu, quando penso na pessoa que tenho ao meu lado, não podia discordar mais. E olho para o cavalheirismo como um dado adquirido nele porque a simpatia, a cortesia, o respeito, a educação e o cuidado - para além de serem as características que suportam a minha definição de "cavalheirismo" - são traços de personalidade naturais e genuínos que ele não consegue esconder.

Honestamente, eu sinto que o cavalheirismo não morreu e que é o mundo que vê segundas intenções em todo o lado. Como esperam gestos bonitos se os interpretam da forma errada? Como esperam atitudes genuínas se as limitam e condicionam? Há uma diferença entre ser correcto, simpático e educado ou ser atiradiço. E o cavalheirismo só morre se os dois termos se confundirem.

13 comentários:

  1. Eu concordo quando dizem que o cavalheirismo se tem vindo a perder de geração para geração mas ainda há por aí alguns cavalheiros :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo
    Beijo, A

    http://imnotrebel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Concordo completamente! Felizmente tenho do meu lado um cavalheiro *-*

    ResponderEliminar
  4. Desde que entrei na faculdade que noto uma diferença na educação dos rapazes. Na minha pequena terra era diferente, eram mais ''infantis'' e sem muito cavalheirismo. Ultimamente tenho tido esse sentimento também, de que essas pequenas coisas que melhoram o nosso dia ainda existem, sem segundas intenções, felizmente! :)

    ResponderEliminar
  5. Eu também acho que não morreu e que ainda há muitos rapazes/ homens cavalheiros e é tão bom quando temos alguém assim ao nosso lado :)

    ResponderEliminar
  6. Ainda há cavalheirismo sim senhora.. Mas há algumas partes que eu recuso.. Fica bem perguntarem mas dificilmente irei aceitar.. Principalmente estar um frio de rachar e ele querer emprestar-me o casaco

    ResponderEliminar
  7. Eu também acho que o cavalheirismo não se perdeu e ainda bem (:

    ResponderEliminar
  8. Bem verdade. Mas também há o falso cavalheirismo que só existe por segundas intenções. Mas esse não é o vosso caso e vocês são um casal lindo :)

    ResponderEliminar
  9. eu acho que se está a perder no sentido de que a educação das pessoas mudou um pouco. não devemos confundir cavalheirismo com ser atiradiço como disseste, mas também há cavalheirismo com segundas intenções, é um facto. contudo, ainda existe e como tu tenho alguém que me lembra disso mesmo em muitas pequenas coisas... :))

    ResponderEliminar