Thirteen

1+3 | Uma Peça de Roupa: Calças de Ganga

Lancei o tema deste primeiro desafio sem saber ao certo sobre o que iria escrever mas rapidamente decidi que não queria construir um texto baseado na quantidade de roupa que não me serve ou no meu estilo pessoal. Nesta primeira partilha, eu não queria focar-me em algo negativo ou superficial. Até que me apercebi: mesmo num momento de guerra com o meu corpo, em que sinto que não posso vestir tudo o que quero porque não me favorece, eu sou uma sortuda por ter, efetivamente, a liberdade para escolher aquilo que visto.

No meio de tanta roupa que não me assenta como deveria e que me faz sentir triste comigo mesma, eu tenho peças de roupa - tão banais para qualquer uma de nós - que me conferem uma sensação impagável de liberdade que muitas mulheres ainda não são capazes de sentir. Eu posso vestir calças de ganga enquanto milhares de mulheres, em muitas partes do mundo, ainda só podem vestir saias que tapam os tornozelos. Estamos em 2018 e as calças de ganga - ou as calças, no geral - ainda são "coisa de homem" em muitos países.

Eu tenho o direito de escolher o que quero vestir. E ainda que a sociedade me incuta algumas regras de vestuário perante algumas situações, eu tenho o direito de escolher, ou não, segui-las e não corro risco de vida pelas minhas decisões de vestuário. Quando visto umas calças de ganga, eu não estou só a vestir umas calças de ganga. Eu estou a celebrar o que muitas mulheres de gerações passadas conquistaram. Eu estou a celebrar a minha Liberdade. Como poderia não me sentir grata por isto?


7 comentários:

  1. Que bom podermos vestir-nos como mais nos agradar! É uma liberdade que se toma facilmente por garantida.
    Espero que encontres a tua paz com o teu corpo, e que te sintas tão bonita e elegante como o resto do mundo te vê :)

    ResponderEliminar
  2. Boa perspectiva que aqui apresentas: é a prova de que há pequenas coisas do dia-a-dia em que nem pensamos e que fazem tanta diferença...obrigada!

    ResponderEliminar
  3. É verdade, é mesmo uma liberdade que damos por garantida. Mesmo se preferíssemos todas andar de saia por aqui, seria uma escolha e não uma imposição.
    Espero que encontres a paz que procuras para te sentires bem no teu corpo :)
    Beijinhos!

    P.S. Já agora aproveito para deixar aqui a minha publicação sobre o tema: http://marquesadecaraba.blogspot.com/2018/05/uma-peca-de-roupa-desafio-13.html

    ResponderEliminar
  4. Tão verdade. Pequenas coisas que significam mais do que pensamos. Uma liberdade que, infelizmente, ainda não é de todos.

    ResponderEliminar
  5. Que excelente reflexão, conseguiste pegar numa peça tão banal como as calças de ganga e abordares temas muito atuais como liberdade e feminismo. Vestir aquilo que queremos é realmente um privilégio, e sonho com um dia em que isso será um direito.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  6. Que bonito! É mesmo isto. É tão bom poder vestir o que gostamos sem restrições. É tão bom poder vestir calças e não ser olhada de lado ou julgada.
    Viva às calças de ganga eheh 🌟

    ResponderEliminar
  7. Concordo que precisamos ter liberdade de vestir aquilo que gostamos e nos sentimos bem! beijos, tudo de bom,chica
    Publiquei agora lá a: https://sementesdiarias.blogspot.com/2018/07/uma-peca-de-roupa.html

    ResponderEliminar