Thirteen

PET TALK | Encontramos um "Amigo Picudo"... E agora?

Na sexta-feira, no nosso jardim, apareceu um ouriço-cacheiro. Estava tão assustado e enroladinho que não conseguíamos perceber se estava vivo ou morto mas, com (muito) cuidado e sem lhe tocarmos diretamente, conseguimos colocá-lo dentro de uma transportadora que tínhamos cá em casa. Quando a pousamos, ele começou a desenrolar-se e a mostrar o seu focinho comprido. Não parecia assustado nem doente; estava nitidamente habituado a humanos e acreditamos que tenha sido abandonado (até porque estes animais não são capazes de trepar muros ou abrir portões). 

Imediatamente surgiram questões. Onde podemos entregá-lo? Será que tem fome? O que pode comer? Precisa de algum cuidado especial? Está com o peso certo? Está desidratado? O Dr. Google bem tentou dar umas dicas mas as informações contraditórias deixaram-nos de pé atrás. Até que encontramos uma Associação, na Maia, que se dedica a preservar e a proteger estes animais - a Associação Amigos Picudos. O Tiago, um dos fundadores da Associação, explicou-nos como deveríamos agir para mantermos o ouriço confortável durante a noite (até ser possível entregá-lo na Amigos Picudos)

Os ouriços-cacheiros são animais noturnos. Se encontrarem um durante o dia, ajudem-no. Poderá estar desidratado, ferido, perdido ou subnutrido - estes animais não gostam de sol e só aparecem antes do anoitecer quando algo está errado. Dependendo da zona do país, podem contactar diferentes entidades ou associações. No Norte do País, estes podem ser entregues na Associação que mencionei ou no Parque Biológico de Gaia. Os Centros de Recuperação de Animais Selvagens espalhados pelo país recebem e cuidam destes animais antes de os devolver à Natureza - basta procurarem aquele que está mais próximo da vossa localização.

Os pigmeus europeus são animais selvagens. A venda destes animais é proibida e é ilegal tê-los em casa. Apesar de não ser apelidada de "espécie em vias de extinção", a verdade é que os pigmeus europeus estão a desaparecer rapidamente (em Inglaterra, por exemplo, há 50 anos havia cerca de 36 milhões de espécimes e, atualmente, há menos de 1 milhão). Os pigmeus africanos são animais domésticos mas necessitam sempre de gaiolas individuais (são seres solitários e colocar dois machos no mesmo espaço é perigoso) com um metro de comprimento (no mínimo) e uma roda com, pelo menos, trinta centímetros de diâmetro. Colocá-los em gaiolas pequeninas é desumano e atrofia o seu desenvolvimento. 

Oferecer-lhes água e ração de gato - ou de cão, se se tratar de uma raça pequena - é a melhor forma de ajudar. Na Natureza, os ouriços estão habituados a comer pequenos insetos e outros alimentos que não incluímos na nossa rotina. Alguns especialistas dizem que podemos dar-lhes alguns frutos secos e vegetais mas a Amigos Picudos pediu-nos que lhe déssemos água e ração seca - privilegia-se a ração de gato mas a ração de cão é igualmente válida desde que seja suficientemente pequena para eles conseguirem comer. Leite de vaca e pão são dois alimentos absolutamente proibidos!

À noite, recebemos um telefonema inesperado - a Clarisse, responsável pela Associação, fez questão de nos ligar para partilhar algumas curiosidades: é uma fêmea já adulta, está saudável - sem parasitas ou doenças - e vai ser libertada ainda este fim-de-semana se a meteorologia assim permitir. Um final feliz.

5 comentários:

  1. Adorei esta partilha, pois no ano passado também apareceu um cá por casa, que acabou por desaparecer :/
    E é bom sabermos como ajudar!

    ResponderEliminar
  2. Aww, tão fixe! Obrigada pela partilha e que bom saber do final feliz!

    ResponderEliminar
  3. Este post foi muito interessante, porque eu não saberia como proceder se me deparasse com um "amigo picudo". Obrigada pela partilha, ainda bem que esta história teve um final feliz :).
    Beijinho
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  4. Gosto tanto deste post! Já fiz voluntariado num centro que recebia ouriços e fiquei a adorá-los. Obrigada por partilhares :)

    ResponderEliminar
  5. Que amor! Um amiguinho lindo e bem diferente! Gostei de ver e ler! bjs, chica

    ResponderEliminar