Thirteen

SWEET CAROLINE | Praticar o Desapego

Em 2018, aprendi (finalmente!) a deixar muitas coisas para trás. Sou muito agarrada às pessoas que me rodeiam e às experiências que vivo, mas sou agora muito mais desapegada no que diz respeito a bens materiais. Livros. Roupas. Canecas. Mantas. Bilhetes. Cadernos. Brochuras dos museus. Agendas antigas. Bilhetes de avião.

A Carolina de hoje guarda menos coisas e vive mais - acho que é isso que me faz sentir em paz comigo mesma. Guardo alguns objetos com o maior dos carinhos devido ao seu enorme valor sentimental (o meu ursinho Tó, as minhas fotografias, os meus discos de vinil, alguns livros, o meu traje, os meus vestidos de gala, o anel luminoso que o Gui me ofereceu), mas não faço questão de guardar todos os livros que li, a roupa que não me serve ou os frascos de perfume que já terminaram.

Sei que esta é uma ideia inconcebível para muitos - não guardar todos os livros assusta muita gente, bem sei -, mas acredito que sou mais feliz com menos coisas à minha volta e não quero acumular histórias que não vou voltar ler (e, aqui, não me refiro apenas a livros). Mais do que nunca, acredito que menos é mais e que praticar o desapego me faz sentir mais leve.

5 comentários:

  1. Ainda tenho um longo caminho a percorrer neste campo e sei que há várias coisas às quais ainda não me consigo desapegar, mas algumas também já consigo filtrar! Dantes, guardava qualquer tralha que tivesse o mínimo significado (latas, papelinhos de rebuçado, enfim...), hoje valido mais a minha memória e menos a acumulação! Ainda assim, sei que estou muito longe de ser uma pessoa desapegada!

    ResponderEliminar
  2. vou mudar-me para um apartamento que comprei. meu. remodelei e vou mudar-me para lá. e estou a tentar ver-me livre de algumas coisas que acomulei ao longo dos anos mas parece tao dificl desapegar-me de algumas coisas!

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  3. Sou um bocadinho acumuladora de tralha, embora de vez em quando eu tente "destralhar" sempre um pouco, senão já teria acumulado muita coisa :) Mas é bem verdade que somos mais felizes com menos coisas!

    cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Ando muito a tentar praticar o desapego também mas os livros são o meu ponto fraco, e irão continuar a ser... aquela ideia de ter uma biblioteca caseira para a vida nunca me vai deixar dar-lhes outra morada :)
    mas roupa, papelinhos, bilhetes e por aí, já vai tudo fora sem remorsos!! Ainda na semana passada limpei a fundo o quarto que tenho em casa dos meus pais e desfiz-me de coisas que pensei que iria guardar para sempre; até que foi libertador.

    ResponderEliminar
  5. É algo que também tenho tentado que faça parte dos meus dias, "mais do que nunca, acredito que menos é mais e que praticar o desapego me faz sentir mais leve", no entanto, sei que ainda tenho muito que fazer nesse sentido. Já vou fazendo pequenas limpezas e deitando para fora certas coisas, mas ainda gosto de guardar muitas outras :)
    Vivo muito e guardo muito, quero optar por um estilo de vida mais minimalista.

    ResponderEliminar