Thirteen

CINEMA | Mary Poppins Returns [2018]

"Mary Poppins Returns" é o filme quentinho e feliz que precisamos de ver este Inverno. Baseada no clássico de 1964, a sequela mantém as origens: não há smartphones, calças de ganga ou youtubers, apenas o mais importante - um mundo de fantasia que deixa encantar todos os espectadores e uma ama que se alicerça na ideia de que "tudo é possível, mesmo o impossível".

Emily Blunt - no papel principal - é a alma do filme, e a história que a envolve não tenta ser uma cópia daquele que foi protagonizado por Julie Andrews há umas décadas. Se, em 1964, Mary deu suporte a uma família disfuncional, em 2018 a ama de sonho de todos os petizes não se depara com essa dificuldade: a família já é suficientemente unida, apenas precisa de alguma orientação para encontrar o caminho correto. Mary Poppins tem uma participação com menos destaque nesta segunda aventura, mas o seu papel tem a mesma importância.

"Mary Poppins Returns" é especial pela banda sonora (que filme seria este se não houvesse uns passinhos de jazz ou se as conversas não se transformassem em canções?) e Emily Blunt consegue impressionar ao lado de Lin-Manuel Miranda. Esta longa metragem é uma lufada de ar fresco e mesmo com roupas e tiques semelhantes, só faria sentido desta forma. Com a maravilhosa cidade de Londres como pano de fundo e um elenco de excelência... o que poderíamos querer mais?

A mensagem é (mais) direcionada para os adultos mas compreendida também pelas crianças. Mary lembra-nos da importância de reviver a magia do passado e de não deixarmos as memórias de infância desaparecer. Com muita música, cenários mágicos e personagens carismáticas, há mais do que super-poderes para explorar. "Mary Poppins Returns" é uma produção que homenageia um dos filmes mais icónicos da Disney e cumpre o seu papel na perfeição. Ideal para um serão em família.

1 comentário: