Thirteen

PRAGA, REPÚBLICA CHECA | Anežky Klášter

O Anežky Klášter - que é como quem diz, em português, Convento de Santa Inês de Boémia - foi fundado algures na década de 1230 e demorou cinquenta anos a ser construído. Localizado na parte velha da cidade checa, este edifício gótico é um dos mais antigos em Praga e reúne um acervo muito rico no que diz respeito à Arte Sacra.

A visita está, assim, dividida em duas partes: 1) a visita ao Convento propriamente dito e 2) a visita à galeria, onde encontramos uma exposição de Arte Sacra (que não podemos fotografar mas que significam muito para todos os religiosa não só por serem peças bastante complexas mas também pelo ano em que foram criadas). Dois momentos que nos permite ver perfeitamente a contradição da Igreja hoje em dia - a riqueza demonstrada através dos objetos e os valores de pobreza defendidos pela Bíblia. 

Inês de Praga quis ser freira para ter acesso a uma educação que não teria fora do Convento e ajudou muita gente durante toda a sua vida - na verdade, é surpreendente como nunca contraiu qualquer doença grave mesmo cuidando pessoalmente dos doentes que iam aparecendo. Hoje, o espaço que esta mulher fundou (feito em pedra e com uma arquitetura simples mas fascinante) inclui uma zona com aquecimento, chão flutuante e um sem fim de esculturas, peças de vestuário e quadros extremamente ricos. Inês está aqui sepultada, numa campa muito simples onde os visitantes (ou os próprios colaboradores do monumento) deixam flores.

Sendo um espaço icónico de Praga, a visita permite-nos conhecer um pouco mais da História da capital checa e, em simultâneo, fazer-nos refletir sobre os valores defendidos pela Igreja há muitos anos e aquilo que é realmente praticado. Uma contradição que não passa despercebida; mesmo com jardins luminosos e um espaço exterior de fazer inveja, o Convento cumpriu o seu propósito - oferecer educação, solidificar a Ordem das Clarissas e ajudar os mais necessitados.











1 comentário: