Thirteen

TURISMO | Viajar sem a mala a abarrotar? Sim, é possível!

Ao longo dos anos, graças às viagens que fiz, fui aprendendo alguns truques para organizar a mala de viagem sem correr o risco de rebentar fechos e, muito importante para mim, sem chegar ao destino com a roupa cheia de marcas. A momondo desafiou-me a partilhar os meus segredos e conselhos na hora de arrumar a mala - e eu aceitei!

Produtos de Higiene | A descoberta "pré-interrail" que mais jeito deu. É a forma ideal para não carregarmos frascos de champô líquido e de pouparmos espaço na mala. Para além de reduzirmos o impacto ambiental por não termos optado por produtos embalados, estamos a usufruir de uma solução bem mais compacta e leve que não tem de ir para a mala de porão. A par disto, recomendo ainda as toalhas de banho que ficam num tamanho pequeníssimo e que são de secagem rápida.

Sacos de Congelação | O método de enrolar a roupa para esta ocupar menos espaço eu já conhecia, mas não sabia que os sacos de congelação seriam tão úteis na hora de poupar espaço. Os sacos de congelação impedem que a roupa seja remexida, que se mantenha em condições e que se retire o ar - acabam por ser muito mais práticos e acessíveis quando comparados com os sacos de vácuo tradicionais e são uma excelente dica, para além de serem também uma excelente forma de prevenir acidentes com a pasta dos dentes, maquilhagem ou outros produtos.

Sapatos | Uma coisa que uso sempre são os sacos de tecido que vêm nas caixas de sapatos. São uma forma prática de organizar a mala e de garantir que nada se suja durante a viagem. Se estão a imaginar uma mala cheia de sacos e saquinhos, estão certos - é tão mais fácil de encontrar aquilo que precisamos…!

Coordenados | O segredo que demorei mais a interiorizar foi este, mas é aquele que nos permite viajar sem a mala a abarrotar de coisas que não iremos utilizar. Não lavo roupa durante as viagens, mas tento levar peças que combinem entre si e não necessariamente conjuntos que idealizo previamente. Optar por gangas e tons neutros (como o preto e o branco) e roupas que possam ser vestidas em camadas são duas dicas vencedora - e, claro, escolher acessórios que também combinem com a grande maioria das peças que colocamos na mala.


Publicação escrita em parceria com a momondo.

3 comentários:

  1. O último truque foi o que me fez passar de uma pessoa que levava a casa às costas para aquela que encaixa tudo na mala sem problemas :p boas dicas!

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. Não me considero uma viajante do mundo mas com uma viagem já feita e outra já planeada acho que posso ter algum voto na matéria e dizer que essas dicas são 100% realistas e ajudam bastante. O ultimo ponto, para mim, é dos mais importantes. Eu fiz isso e ajudou me bastante ao fazer a mala e a não levar roupa desnecessária!!

    Beijinhos, Mónica
    Black Rainbow // Instagram

    ResponderEliminar
  3. Sei bem do que falas... agora consigo ter muito mais espaço na mala do que antes. Um dos grandes segredos é mesmo a maneira como enrolamos a roupa e as peças que escolhermos. Fazer looks previamente é uma asneira, é muito melhor optar por peças versáteis (jeans e básicos são os nossos melhores amigos).
    Isto de ter que fazer malas todas as semanas (vida de estudante fora de casa) dá muita prática nisto!

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt

    ResponderEliminar