Thirteen

SWEET CAROLINE | Sou (só) 56% Portuguesa

Os grupos étnicos têm origem em determinadas regiões geográficas e é possível, através de uma análise de ADN, associar a nossa genética aos locais onde os nossos antepassados viveram. Este é um teste completamente indolor e os resultados são absolutamente fascinantes e surpreendentes.

Graças ao Programa de Embaixadores da momondo, pude finalmente descobrir mais alguns detalhes sobre as minhas origens. A minha família materna também andou por Espanha e eu sabia, por esse motivo, que não poderia ser apenas portuguesa, mas também me parecia errado assumir que só a Península Ibérica estaria no meu ADN. Em 2019 finalmente esclareço as minhas dúvidas.

Recebi o meu kit em casa, pelo correio, e segui as instruções: registei o código na plataforma, cuspi para o tubo até a saliva chegar à risca (sim, fazer este teste é super glamoroso!), misturei o líquido de preservação, coloquei na embalagem pré-paga e fiz o envio para o laboratório. Simples assim. Terminada a espera de quatro semanas (com as devidas confirmações de que a minha amostra tinha chegado ao laboratório e que iriam analisá-la), recebi os resultados.

Na minha conta, na plataforma, aparece agora um mapa onde estão assinaladas as regiões geográficas que fizeram parte da vida dos meus antepassados e que estão relacionadas com as minhas origens. Os países coloridos têm algo em comum comigo e consigo dividi-los em dois grupos: o grupo dos mais previsíveis (onde se inclui Portugal) e o grupo dos mais surpreendentes.

Não vou revelar todos os resultados por uma questão de privacidade, mas para quem tem essa questão na ponta da língua: não, os países asiáticos não estão assinalados no meu mapa (os olhos rasgados poderão vir do Hawai, pois algum antepassado nosso andou a passear por lá). As minhas origens dividem-se por três continentes e incluem países tão distintos como França, Cuba, Irlanda e Estados Unidos. São onze os que consigo contar neste mapa - e alguns deles não imaginava que aqui estariam.

Quando nos registamos, são-nos colocadas algumas questões relacionadas com a nossa privacidade: se a nossa informação pode ser incluída na base de dados do laboratório, se permitimos que nos enviem mensagens (possíveis familiares, com correspondência de ADN, ou utilizadores aleatórios), se aceitamos sugestões no preenchimento da nossa árvore genealógica, entre outras. Para além do mapa com as origens geográficas, a plataforma diz-nos (se desejarmos) se encontrou familiares na base de dados, quantos são, quem são (mediante as suas autorizações), o possível grau de parentesco e o nível de fiabilidade da análise.

No momento de apresentação do mapa, também surge a informação de que os resultados poderão variar com o tempo, graças à evolução da tecnologia e do número de amostras analisadas - acaba por funcionar como uma bola de neve: quanto maior o número de pessoas a fazer o teste, maior a probabilidade de encontrar informação relevante. O último passo é a criação da árvore genealógica, sendo que a plataforma sugere possíveis familiares sempre que tem dados para tal (e nós podemos confirmar essa informação ou, quando sabemos que não está correta, recusá-la).

Teorias da conspiração à parte, acredito que o mundo pudesse ser bem mais pacífico se as pessoas tivessem acesso aos seus resultados.

5 comentários:

  1. Os resultados são sempre tão interessantes, gostava mesmo de fazer um destes testes!
    Para além de estar curiosa por saber mais acerca das minhas origens, a perspectiva da futura construção da árvore genealógica também me deixa muito entusiasmada!

    Um beijinho,
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
  2. É possível fazer o teste sem ser embaixador da momondo? Gostava de fazer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, há várias empresas que o fazem. A MyHeritage e a Ancestry são apenas duas delas :)

      Eliminar
  3. Adorava fazer este teste! Conheço pessoas que fizeram e algumas ficaram bem surpreendidas com o resultado.
    Eu não saberia bem o que esperar se fizesse o teste, sinceramente. Talvez o faça brevemente, porque é super interessante saber as nossas origens :)

    ResponderEliminar
  4. Adoro ver os resultados destes testes, acho sempre interessante :)

    ResponderEliminar