Thirteen

CINEMA | The True Cost [2015]

O documentário não me chocou, pois é uma realidade para a qual já estou alerta, mas "The True Cost" não deixa de ser pertinente ou necessário. Numa época em que tudo é descartável, em que as condições de trabalho nem sempre são justas e em que o mundo da moda é o segundo setor mais poluente, é imperativo sermos mais conscientes enquanto consumidores.

Não faz sentido apostar num movimento de redução e reutilização se não estivermos plenamente conscientes da diferença que o nosso consumo tem no planeta e nas vidas de outras pessoas. O mundo precisa de uma mudança, e "The True Cost" é uma boa chamada de atenção.

Para uma peça de roupa estar à venda na Europa por um valor muito reduzido, a marca (que também precisa de ter lucro para ser rentável) precisa de reduzir os custos de produção. Porém, dificilmente encontrará alternativas que não exijam a subida dos preços. O erro começa aqui - os custos de produção não definem o preço do produto final. A marca define o preço, mediante o valor que pretende para a venda daquele produto, e esmaga as empresas que a produzem até conseguir o PVP. O mais fácil? Reduzir os salários dos trabalhadores ou chantagear as fábricas, que precisam desesperadamente destes grandes clientes para sobreviver e que normalmente estão localizadas em países em desenvolvimento.

Isto é abordado em "The True Cost", tal como a existência de químicos nas plantações, o tempo médio de utilização de cada peça de roupa, o desperdício, e as compras desenfreadas. Os preços nas lojas de fast-fashion são apetecíveis, e as roupas são esteticamente apelativas. No entanto, o valor real daquelas calças de ganga ou daquela blusa é muito superior; o preço é reduzido porque os trabalhadores não têm condições ou segurança, porque a saúde dos agricultores está a ser prejudicada, porque os locais de trabalho não cumprem quaisquer medidas de segurança, porque as águas estão poluídas, porque as crianças estão a produzir peças de roupa quando deviam estar na escola; porque estamos todos desligados das realidades dos países em desenvolvimento. 

Sabemos o que acontece, mas o que fazemos realmente para mudar? Mudar os meus hábitos de consumo - apoiando mais marcas portuguesas, usando mais vezes as peças que tenho no meu guarda-roupa e fazendo menos compras - era um dos meus objetivos para 2019, e apesar de estar orgulhosa do meu percurso neste primeiro trimestre, tenho noção que todos estamos a fazer muito pouco. "Thhe True Cost" é um bom abre-olhos e está disponível na Netflix.

1 comentário:

  1. Ainda não vi esse documentário e acho que, no fundo, estou a adiar ver, para não ter que enfrentar a verdade que eu já sei que existe. Dá-me um aperto no coração de cada vez que tenho de ir a lojas que sei que têm essas práticas, mas ainda não deixei de ir porque, infelizmente, é onde os preços são mais acessíveis. Mas felizmente, tal como tu, cada vez mais recorro a marcas portuguesas.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar