Thirteen

DECORAÇÃO | Para a Madrinha

O Domingo de Ramos tem especial destaque em Braga. A tradição diz que os afilhados devem, neste dia, oferecer aos padrinhos um raminho de oliveira benzido pelo sacerdote. É um presente simbólico, sendo que noutras partes do mundo são oferecidas folhas de outras árvores, como é o caso da palmeira.

Sinto-me sempre especialmente grata neste dia. Não pelo valor religioso que se associa à data, mas por sentir que os meus pais não poderiam ter escolhido melhores padrinhos para mim. Acertaram em cheio, porque o meu padrinho fazia parte do meu quotidiano até falecer, e a minha madrinha não se limitou a acompanhar-me durante a minha infância - ainda hoje é uma pessoa fundamental para mim. Este dia serve, precisamente, para mostrar aos padrinhos (de uma forma mais especial e com um destaque diferente) que são importantes e que estamos gratos por saber que aceitaram assumir este papel.

E ainda que a tradição mencione os raminhos de oliveira, na minha família temos o hábito de oferecer diferentes plantas ou presentes mais pensados. Este ano optei por algo intemporal: um quadro do Ilustrados Design Studio, que aproveitei para ver de perto no Ritzy Maket e que, de uma forma subtil, me lembra a minha (nossa) avó, que sempre nos incentivou a sonhar.

Às vezes precisamos que alguém nos lembre que não podemos parar de sonhar, que ser sonhador é uma coisa boa, que a nossa vida precisa da motivação que os sonhos nos dão. Acredito que ela tenha gostado tanto como eu e que se lembrará de mim quando passar por ele lá em casa. 


A ilustração do Fernando Pessoa é criada com uma caneta destas, que permite desenhos 3D.

2 comentários:

  1. Aí está uma boa ideia. Bem giro o quadro

    ResponderEliminar
  2. Adorei o quadro, mesmo giro e original e a frase também me diz muito (:

    Beijinhos,
    arrblogs.blogspot.pt

    ResponderEliminar