Thirteen

LIVRO | Notes on a Nervous Planet

O transtorno de ansiedade faz com que nos sintamos desamparados e incompreendidos - mesmo que, racionalmente, saibamos que existem milhões de pessoas com a mesma patologia. Por essa razão, quando encontro autores que escrevem sobre as suas dificuldades e vitórias e sobre esta coisa de viver com ansiedade, de ultrapassar uma depressão, de precisar de estratégias para facilitar as rotinas mais simples, acabo por sentir que não estou sozinha nisto e que há alguém que compreende realmente o sufoco que estou a sentir.

"Notes on a Nervous Planet" é uma compilação de simples apontamentos, encadeados mas que poderiam perfeitamente ser lidos de forma aleatória, que nos alertam para as doenças mentais e para o impacto que estas têm no dia-a-dia (e vice-versa). Matt Haig, o autor que vive com ansiedade e que passou um péssimo bocado quando teve uma depressão profunda, partilha - de uma forma muito descontraída, ligeira e fluída - os seus pensamentos sobre a sociedade e o século XXI. Será que é o mundo que nos está a deixar mais ansiosos?

E se o modo como vivemos estivesse programado para nos deixar infelizes? Como podemos manter o equilíbrio num planeta formatado para nos levar à loucura? Como ser feliz quando somos incentivados a cultivar a ansiedade? De que forma é que as redes sociais potencializam o aumento dos níveis de ansiedade e de stress? Como contrariar este isolamento numa época em que todos estamos ligados pela tecnologia? Poderemos ser realmente felizes e humanos se cumprirmos as regras da sociedade ocidental atual?

Estas são apenas algumas das questões abordadas no livro. Sem impor ideologias ou soluções milagrosas, "Notes on a Nervous Planet" revela apenas aquilo que o autor vai descobrindo à medida que vai escrevendo o livro (é uma visão pessoal e parcial). E se para quem sofre de um transtorno ansioso-depressivo poderá ser um ombro amigo, também acredito que este livro possa ser muito interessante para quem lida com alguém que luta contra esse monstro - certamente será uma boa arma para compreender aquilo que é tão difícil de explicar.

1 comentário:

  1. Não conhecia o livro até ver a tua foto no insta, mas esta opinião deixou-me ainda mais curiosa.
    Quero muito lê-lo (:
    Um beijinho,

    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar