Thirteen

BARCELONA, ESPANHA | 10 Dicas e Curiosidades

Barcelona é uma cidade cara | Os museus são maioritariamente pagos e, mesmo com descontos de estudante, os preços são puxados. Se viajarem com o dinheiro contado, provavelmente terão que escolher entre comer uma refeição decente todos os dias ou entrar na Sagrada Família. Os pequenos-almoços raramente estão incluídos no valor da estadia (paga-se um extra que, como em qualquer lugar, é abusivo) e, no geral, os preços são mais elevados do que aquilo a que estamos habituados tanto no supermercado como no restaurante. Uma refeição simples e rápida atinge com facilidade os 15€, mesmo nos locais menos turísticos.

O Barcelona Card compensa se utilizarem os transportes públicos | Sendo uma cidade cara, os transportes públicos não fogem à equação. Uma viagem de autocarro custa 2,20€, por exemplo, pelo que faz sentido comprar o Barcelona Card (que permite também entrar em vários museus e monumentos de forma gratuita ou com desconto). Estivemos em Espanha durante três dias completos, por isso escolhemos essa modalidade. Existem, no entanto, outras opções consoante o tempo da viagem. O cartão ficou por, aproximadamente, 46€ - e superamos esse valor em transportes e descontos.

Há 9 obras classificadas como Património Mundial pela UNESCO | Barcelona é a cidade de Gaudí e isso vê-se em qualquer panfleto turístico mas é engraçado que a cidade tenha nova obras classificadas como Património Mundial da UNESCO e sete delas sejam de Gaudí. Apenas o Palau de La Música Catalana e o Hospital Sant Pau não pertencem ao artista.

Até 1990 não havia praia em Barcelona | Antes dos Jogos Olímpicos de 1992, Barcelona era uma cidade extremamente industrial e não tinha praia. No entanto, de maneira a criar um ambiente menos poluído, a área onde encontramos hoje algumas praias (há sete, no total) foi totalmente alterada, tendo sido importada uma grande quantidade de areia para criar estes locais de lazer. Curiosamente, as praias de Barcelona ocupam agora cerca de cinco quilómetros.

O Parc Güel foi, inicialmente, um fracasso | A ideia de Gaudí e do seu mecenas era construir um condomínio para os burgueses de Barcelona, à semelhança do que já existia em Inglaterra - uma espécie de cidade-jardim com 60 casa. No entanto, os ricos da cidade achavam que o espaço estava pouco urbanizado e que ficava demasiado longe da cidade, pelo que a ideia inicial nunca chegou a ser concretizada.

Atenção às carteiras! | Não me senti insegura em Barcelona, mas deu para perceber que existem zonas mais perigosas no que diz respeito a assaltos. La Rambla, por exemplo, é um antro de carteiristas, tanto de dia como de noite, assim como a zona de La Sagrada Família. Sem dramas, basta andarem atentos para não haver imprevistos na viagem.

A Torre Eiffel deveria estar em Barcelona | Paris? Não. A Torre Eiffel foi originalmente planeada para a Exposição Universal, em Barcelona, mas os espanhóis acharam que a construção era demasiado cara e demasiado estranha para a cidade. No ano seguinte, o seu criador apresentou a mesma ideia a Paris e ouviu a resposta que desejava.

O metro de Barcelona é confuso | O metro de Barcelona tem muitas linhas e abrange toda a cidade, o que é ótimo, mas confesso que precisei de me habituar a ele. No primeiro dia, tinha que verificar sempre três vezes para onde queria ir e qual o percurso para lá chegar. Achei-o mais confuso do que o de outras cidades, como Londres ou Madrid.

Não há grandes proibições de fotografia | Somos alertados para não utilizar o flash na máquina fotográfica, mas é (quase) sempre permitido fotografar. Por ser uma cidade tão popular, inclusive os espaços comerciais - como restaurantes e lojas - estão habituados às fotografias para o Instagram e apoiam-se nessa característica para atrair clientes. Penso que só houve um ou dois locais onde não me foi permitido fotografar; de resto, tudo tranquilo.

Se eu tivesse que escolher uma palavra para Barcelona, escolheria “criatividade” | "Arquitetura" também seria uma boa palavra, mas acho que "criatividade" assenta melhor, pois as cores, a energia e a diferenciação vão muito além dos edifícios da cidade. Em Barcelona respira-se criatividade: os graffitis não são apenas rabiscos, os artistas de rua são autorizados tocar em zonas específicas do metro (e respeitam isso) e há muito para explorar para além das obras dos artistas mais conhecidos.


Podem ler no blogue da Ângela mais algumas dicas e curiosidades sobre Barcelona.

5 comentários:

  1. Nunca fui a Barcelona.. mas espero que seja para breve! Achei particularmente interessante o facto da torre Eiffel!

    ResponderEliminar
  2. "Barcelona é uma cidade cara". Mete caro nisso. O ano passado quando fomos tivemos mais gastos do que esperado por conta disso. Fomos de carro em modo roadtrip porque pensávamos que ia compensar mais... mas sentimos que fomos enganado. O parque é sempre pago em Barcelona e chega a chegar ao ridículo de ser €5/hora! Valeu-nos os parques privados que pagámos um passe de cinco dias por €96 e podíamos estacionar e circular à vontade na cidade porque havia parques por todo o lado o que acabou por compensar. Infelizmente não há muita informação sobre isto.

    "Atenção às carteiras!". Tal como tu não me senti minimamente insegura em Barcelona mas no primeiro dia o Mário salvou-me de ser assaltada quando estávamos a andar, ao fim da tarde, ali na zona da praia de Barceloneta. Reza a lenda que ele viu dois marmanjos a me circular: um prestes a jogar a mão à minha mochila e o outro pronto para me empurrar até que ele meteu a mão à minha volta e me puxou para ele.

    ResponderEliminar
  3. Barcelona deixou-me saudades, principalmente pelo último ponto que referes, mas assino todos os outros por baixo - principalmente na parte do "cara" ahah. Fui lá em família, e adorei a viagem, mas como éramos 6 foi impossível visitar tudo o que queríamos (teria que andar a comer sandes para conseguir dinheiro para tudo lol). Ainda assim, mesmo sem isso, adorei de coração a vida e a energia de Barcelona.

    Jiji

    ResponderEliminar
  4. Nunca estive em Barcelona mas quero muito visitar e estas dicas sem dúvida que ajudam imenso!!

    Beijinhos
    THAT GIRL | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ResponderEliminar
  5. Nunca fui a Barcelona mas é um dos locais na lista de sonhos a concretizar. Contudo, estive em Madrid em 2018 apenas por 4 dias e quase lá deixei um rim. Também é muito caro, no sentido de, lojas de bugigangas etc encontrei coisas baratas que cá custam uma fortuna mas na parte da comida/bebida é terrível. Só nos buffets é que se come bem e barato. Paguei 2,5€ por uma mini água, quase perdi a sede quando me disseram o preço.

    ResponderEliminar