Thirteen

LIVRO | A Educação de Eleanor

"A Educação de Eleanor" despertou a minha curiosidade de imediato, mas esteve parado na minha estante durante dois ou três meses. Em dezembro, decidi que estava na hora de descobrir as razões para tanta gente gostar da protagonista e abracei esta leitura sem qualquer conhecimento sobre a história - é assim mesmo que gosto de descobrir os livros.

Tal como o título original indica, "Eleanor Oliphant is Completely Fine". Eleanor é uma mulher adulta, na casa dos trinta, que, depois de uma infância conturbada e preocupante, vive os dias de forma rigorosa, com um trabalho de escritório sem grandes ambições e um horário comum, comidas pré-confecionadas (massas e pizza fria, essencialmente), longos períodos silenciosos e grandes doses de vodka ao fim-de-semana.  As semanas vão passando e na vida de Eleanor não há amor, amizade ou mudança, mas ela não crê que alguma dessas coisas seja necessária - está bem como está, ou pelo menos acredita que sim.

Gail Honeyman, a autora, criou uma personagem única, sem qualquer talento para interações sociais e com uma personalidade extravagante. Eleanor é uma mulher envolta num mistério (que poucos se atrevem a desvendar) e os seus comentários mordazes e irónicos demonstram uma educação rigorosa e uma vida sem afeto. Ao longo da história, acompanhamos as mudanças na vida de Eleanor, percebemos que a sua postura é fruto de um trauma profundo e assistimos às consultas com a sua psicóloga, que nos ajuda a descobrir como ganhou uma cicatriz tão visível no rosto.

Na verdade, é muito difícil escrever uma crítica que faça jus ao livro, pois há tantos pormenores importantes e tantos acontecimentos significativos que sinto que esta crítica só fará sentido para quem já leu o livro. "A Educação de Eleanor" aborda temas relevantes e é um livro que recomendo para 2020, pois dá a devida importância às doenças mentais e à atenção que devemos ter com os outros. A depressão, o bullying no local de trabalho, a solidão, o trauma e a sensação de inutilidade andam de braço dado com o sarcasmo, o amor, a amizade e a comédia, e as experiências de Eleanor são contadas de uma forma muito natural e sem aborrecimentos - facilmente nos identificamos com os pensamentos e interpretações da personagem.

Este não é um livro excessivamente dramático e isso faz com que o devoremos num par de dias. Se estão à procura de uma leitura razoavelmente leve mas com conteúdo, esta é uma boa opção.


Esta publicação contém links de programas de afiliados.

2 comentários:

  1. Tenho-o mesmo ao meu lado para o começar a ler em breve :)

    ResponderEliminar
  2. Também já li esse livro e adorei! Adorei a personagem principal, identifiquei-me com ela, principalmente na falta de talento para interações sociais (felizmente, melhorei muito nisso nos últimos anos).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar