Thirteen

SWEET CAROLINE | 5 Coisas Aborrecidas de Ser Adulto

Pagar contas | Ser adulta significa trabalhar e receber um salário, mas também significa pagar contas e ver as despesas fixas a sugar uma grande parte do dinheiro que nos esforçamos tanto por ganhar. Eu sempre fui bastante poupada (longe da forretice, mas suficientemente poupada para estar descansada) e consigo comprar um ou outro miminho mais especial, mas não deixa de ser aborrecido ver o nosso dinheiro a desaparecer entre impostos, casa e bens essenciais.

Ir a funerais | Mais do que aborrecido, é muito triste. E para além de ser mais frequente, é um ambiente que não podemos evitar quando crescemos. Agora, não só temos de lidar com a perda, como nos sentimos na obrigação de nos despedirmos da pessoa num ambiente que em nada nos ajuda, mas que faz parte da nossa cultura.

Responder a perguntas | Se quando éramos crianças tínhamos que lidar com a típica questão sobre o que queríamos ser quando crescêssemos, agora as perguntas são outras, mais direcionadas para o nosso emprego, a nossa vida amorosa, um possível casamento e filhos. Apesar das boas intenções que a maioria das pessoas têm, não há pachorra para isso.

Acordar cedo, mesmo quando não é preciso | Acordar às 13h00 já não é uma opção. O nosso organismo está programado para acordar cedo e, mesmo ao fim-de-semana ou depois de uma noitada, impede-nos de dormir mais uma horas de manhã. Acordar cedo passa a ser a regra, até porque se acordamos depois das 10h00 ficamos a sentir-nos mal por não sermos produtivos e termos desperdiçado uma manhã inteira.

Comer comida insossa mais vezes do que seria expectável | As mães e as avós têm um dom mágico para criar as melhores receitas. Não usam medidas e colocam tudo a olho, mas no final fica tudo perfeito e delicioso. Quando vivemos sozinhos... nada fica igual ao que temos na memória, sobretudo nas primeiras vezes em que enfrentamos os ingredientes e o fogão sem supervisão. No meu caso, acho mesmo que o talento para a cozinha me passou ao lado e que vou comer pratos simples toda a vida.

3 comentários:

  1. É uma grande verdade, e sou tal e qual como tu na cozinha. No meu caso, não gosto de comida salgada, mas realmente às vezes fica "doce" demais :P

    ResponderEliminar
  2. Só não me identifico com a último. De resto, tudo verdade! Acho que a parte das perguntas é o karma a castigar-nos pela nossa "idade dos porquês" XD

    ResponderEliminar
  3. Eu ainda estou a estudar e, ainda que já vá trabalhando e ganhando o meu em férias e assim, ainda estou dependente dos meus pais. Porém, já começo a sentir esse peso das contas e a responsabilidade a crescer de dia para dia. É a lei da vida, mas o tempo corre e nem damos por ele :)

    ResponderEliminar