Thirteen

LIVRO | O Projeto Rosie

Foi um dos livros que li durante o mês de abril - um mês muito bom no que diz respeito a leituras, diga-se - e é um livro que recomendo para o verão que se aproxima. Leve e muito divertido, "O Projeto Rosie" proporciona uma leitura fluída e bem humorada, que nos lembra que a vida nem sempre corre como esperamos (mas que o resultado pode ser igualmente - ou até mais - satisfatório).

"O Projeto Rosie" conta-nos a história de Don, um investigador e professor universitário, que se  debruça na área da genética, extremamente inteligente e com péssimas capacidades de socialização. O protagonista segue rotinas rigorosas - ao ponto de seguir um esquema de refeições padronizadas - e vive a sua vida de forma cronometrada, garantindo que inclui todos os componentes necessários para o seu bem-estar - uma espécie de plano de ação que lhe permite atingir a excelência em todas as componentes da sua vida. No entanto, Don sente que há algo em falta: não tem namorada nem perspetivas de casamento - decide, então, desenvolver um questionário que, acredita, lhe permitirá encontrar a esposa perfeita sem ter que se submeter a mais encontros e conversas do que aquelas que serão necessárias ao utilizar este método.

Don é mais do que o protagonista da história - este homem, já na casa dos quarenta, é a essência do livro. A sua falta de habilidade para lidar com pessoas e a sua necessidade de controlar tudo, associados à sua inteligência acima da média e ao seu estilo de vida, são os ingredientes perfeitos para capítulos cómicos e a criação de empatia com a personagem principal. Talvez Don fosse uma daquelas pessoas que, na vida real, acharíamos inconveniente e até evitaríamos, mas demonstra ser a companhia perfeita enquanto personagem de um livro.

"O Projeto Rosie" ganha pontos por não se limitar aos altos e baixos da implementação de um questionário com a finalidade de selecionar a esposa perfeita. À medida que vão sendo desvendados novos detalhes sobre as personagens, temas como as relações abertas, as traições, as famílias monoparentais, o preconceito e o poder conferido pela profissão ou o grau de escolaridade passam a fazer parte da narrativa. Sempre com um toque de humor e um ligeiro mistério. "O Projeto Rosie" não é um livro surpreendente, mas revelou-se excelente para as minhas leituras de final de tarde (e conseguiu, ainda assim, surpreender-me com alguns detalhes nas reviravoltas que apresenta!).


Esta publicação inclui hiperligações de um programa de afiliados.

1 comentário: