Thirteen

LIVRO | O Fabricante de Bonecas de Cracóvia

Misturar um conto de fadas e uma das épocas mais terríveis da nossa História não é algo natural, mas é o que acontece n'O Fabricante de Bonecas de Cracóvia, onde a magia se alia às dificuldades de viver na Polónia durante a II Guerra Mundial.

R.M.Romero aborda as atrocidades cometidas pelos nazis com recurso a uma história que poderá ser lida até pelo público mais jovem. Numa perspetiva diferente, O Fabricante de Bonecas de Cracóvia é uma obra mais suave e fácil de completar do que aquelas a que estamos habituados no que diz respeito à temática. O ódio contra os judeus não deixa de ser óbvio ao longo dos capítulos, mas esta é uma história (romantizada) que nos relembra que, mesmo nas piores épocas, há espaço para gestos bonitos, esperança, corações bondosos e amizade. Onde há medo, há esperança - é esta a mensagem mais forte do livro.

Com recurso a personagens que representam diferentes mentalidades, R.M.Romero recorda-nos, de uma forma bastante infantil e inocente, que é importante sonhar, acreditar que tudo melhora, apoiar aqueles que nos rodeiam. Na vida real não temos bonecas com alma e coração, vestidos onde se costuram desejos ou soldadinhos de chumbo heróicos, mas há sempre espaço para fazer o que está correto e não nos deixarmos levar pela fama.

Não posso dizer que tenha sido uma leitura arrebatadora ou marcante, mas sem dúvida que foi surpreendente pela forma como aborda as atrocidades cometidas perante a liderança de Hitler. O Fabricante de Bonecas de Cracóvia está demasiado romantizado, na minha opinião, mas poderá ser uma boa forma de introduzir o tema aos mais novos, para que o choque não seja tão intenso.


Instagram: @carolinanelas

Esta publicação inclui hiperligações de programas de afiliados.

Sem comentários:

Publicar um comentário