Thirteen

QUOTIDIANO | Junho 2020

Junho foi... estranho. Longo e estranho. Se por um lado permitiu alguns reencontros e o regresso ao trabalho presencial, que nos fazia tanta falta, por outro também foi sinónimo de dias tristes, noites mal dormidas e muitas leituras para fugir à realidade. 2020 não tem sido fácil para ninguém e eu não sou a exceção.

Celebrando aniversários da forma possível, no jardim e com as devidas distâncias, podendo fazer algumas visitas às minhas pessoas e, finalmente, tomando o pequeno-almoço numa esplanada, Junho mostrou que é possível recuperar alguns hábitos que ficaram suspensos nos últimos meses. O mês do início do verão trouxe-me churrascos, umas novas Josefinas nos pés, a primeira ida às compras, algumas horas dentro de água e a primeira selfie da Margarida, que cresce a olhos vistos e que vai ser bem gordinha (ou assim parece, pelo menos).

Junho trouxe-me o sol, o regresso à terapia e às consultas, os passeios mais tranquilos e a vontade de colocar em prática umas ideias que fechei na gaveta há uns anos. Sei que, em junho, consegui fazer a diferença no dia de algumas pessoas que me são queridas e é isso que guardo no coração, sabendo que ainda há um longo caminho a percorrer e uns meses difíceis para enfrentar.

1 comentário:

  1. Meses difíceis, mas ainda tens muitas pessoas do teu lado para te ajudar a ultrapássa-los <3. A tua vez da vida te brindar com coisas inesquecíveis há-de chegar novamente.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar