Thirteen

TELEVISÃO | Emily in Paris

"Emily in Paris" conta-nos a história de Emily, que trabalha numa agência de comunicação em Chicago e é enviada para Paris com o objetivo de levar a "perspetiva americana" para a agência parisiense. Sem falar francês e sem família ou amigos em França, Emily vai documentando a sua estadia na Cidade do Amor através do Instagram, tentando mostrar aos seus novos chefes, colegas e clientes, em simultâneo, que é importante estar nas redes sociais e utilizar os canais digitais para comunicar, mesmo quando trabalhamos com marcas de luxo que privilegiam a exclusividade e o mistério.

"Emily in Paris" tem apenas uma temporada (para já) e, ao longo de dez episódios, leva-nos por temas pertinentes como o feminismo, a cultura do cancelamento, a nudez na publicidade, o papel dos influenciadores digitais, a necessidade de criar conteúdo diferenciador, os relacionamentos à distância, o impacto das redes sociais na sociedade, as compras por impulso e a necessidade de pertença. Por retratar os franceses de uma forma muito particular, a série tem sido um pouco controversa, mas isso tem motivado, também, muito burburinho (exatamente o que uma série precisa quando acaba de ser lançada).

Apesar de muito irrealista (sobretudo relativamente à vida profissional da protagonista), "Emily in Paris" é uma série leve e divertida. Sou suspeita, pois a história une duas das áreas que me cativam (comunicação e moda), mas parece-me que a segunda temporada será uma aposta promissora. Ainda que "Emily in Paris" nos passe a ideia de que é fácil promover uma marca (e isso faz-me alguma confusão, admito), é a série perfeita para o fim-de-semana, muito na onda de "Sex and The City". E dá para não sonhar com o guarda-roupa da Emily e da Camille?! Mesmo que tudo o resto tivesse falhado, a série valia a pena pelos coordenados destas duas e pelo (bonito) Chef Gabriel.

2 comentários:

  1. Por acaso vi também por ser leve e divertida, a verdade é que agora fiquei com alguma curiosidade sobre como será a segunda temporada.

    ResponderEliminar
  2. Até os meus pais já viram e eu não..! Já me recomendaram imensas vezes e assim que tiver algum tempinho, será a minha escolha!

    ResponderEliminar